Civis substituem GNR e PSP nas esquadras

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Em Curso Civis substituem GNR e PSP nas esquadras

Mensagem por Croco em Ter 18 Set 2018, 17:29

Civis substituem GNR e PSP nas esquadras
Governo vai avançar, em 2019, com medida para libertar militares e polícias para serviços operacionais.

Por António Sérgio Azenha|01:30
O Governo quer avançar, no próximo ano, com a substituição de militares da GNR e polícias da PSP que exercem funções administrativas por pessoal civil. A medida é uma das traves-mestras da "reorganização das estruturas de suporte das FSS [Forças e Serviços de Segurança], visando maior eficácia e a libertação de efetivos e recursos para a componente operacional", assume o Governo nas Grandes Opções do Plano (GOP) para 2019.
A substituição de militares e polícias em funções administrativas por civis é um objetivo antigo de vários governos, mas nunca foi concretizado. A aplicação dessa medida permitirá que as funções administrativas em esquadras e outros serviços da GNR e da PSP sejam exercidas por civis. Por essa via, serão libertados militares e polícias para funções operacionais.
Para o presidente da Associação dos Profissionais da GNR (APG), "a medida, se avançar, é positiva, somos é céticos quanto à sua aplicação". César Nogueira considera que "a concretização da medida exige a fiscalização no terreno do Governo."


O presidente da APG admite que a concretização desta medida permitiria "libertar alguns milhares de guardas para serviços operacionais." Já o presidente da Associação Sindical dos Profissionais da PSP (ASPP) defende que esta medida "não vai resolver nada na Polícia." Para Paulo Rodrigues, "a questão é que a PSP tem falta de efetivos e os [efetivos] que tem já têm uma idade média avançada." Por isso, diz que "é preciso reorganizar a Polícia."

Nas GOP, o Governo assume também que, em 2019, prosseguirá com a atribuição de novas viaturas às Forças de Segurança: até 2021, serão entregues à GNR e PSP 2270 novos veículos. O investimento em armas, equipamento de proteção individual e apoio à atividade operacional terá o investimento reforçado em cerca de oito milhões de euros.

http://www.cmjornal.pt/politica/detalhe/civis-substituem-gnr-e-psp-nas-esquadras?utm_medium=Social
avatar
Croco
Major
Major

Masculino
Idade : 50
Profissão : Militar da GNR
Nº de Mensagens : 8093
Mensagem : "As maiores virtudes do homem são: A honestidade e a humildade"

Meu alistamento : 1991 CIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Civis substituem GNR e PSP nas esquadras

Mensagem por Sem abrigo em Ter 18 Set 2018, 17:58

Os "civis" já há muito tempo que estão na Guarda ! Entram ás nove, saiem ao meio dia, regressam as 14 e ás 16h30 já estão a tomar a banhoca . Sábados, domingos e feriados em casa. Quando aos fins de semana vaem papar só os gratificados que lhes conveem sem mais nenhum servico porque estão de folga, gozam um dia folga quando lhes apetece em compensação.
avatar
Sem abrigo
Cabo
Cabo

Masculino
Idade : 36
Profissão : Militar GNR
Nº de Mensagens : 155
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Civis substituem GNR e PSP nas esquadras

Mensagem por Guarda que anda à linha em Ter 18 Set 2018, 18:19

Quando o que se pretende nestas instituições é sangue novo para substituir o velho, como de pão para a boca, eis que nos dão a cereja no topo do bolo.

No meu Posto era só mesmo isto que estava a faltar, civis para ajudarem os militares que lá estão e que já não fazem patrulhas/atendimentos e os que já não utilizam arma de fogo. E enquanto isso acontece, para a patrulha, para fazer atendimentos, noites e gratificados, sobram meia dúzia de gatos pingados. Por causa disto, tem de se fazer patrulhas uni pessoais, o que há uns anos atrás era expressamente proibido, porque simplesmente e primeiro que tudo é a segurança física dos militares que as fazem, que está em jogo, em perigo e em risco.

Quando diariamente somos confrontados com falta de pessoal no SNS, na educação, na justiça, na SS, na CP, nos transportes públicos etc. etc, serviços públicos à beira da decadência e da ruptura total como nunca antes visto, ai está mais um brinde para enganar o povo parolo.

Pelo que todos os dias verifico nas Ordens de serviço dos vários Comandos/Unidades no que às condições físicas/saúde/serviços moderados/absentismo dos militares diz respeito, seguramente que militares da Guarda que não fazem patrulha/serviço operacional/que não utilizam arma de fogo ets. etc. serão umas largas centenas ou talvez alguns milhares. Situações que, aliás, não param de aumentar devido ao desgaste que a função/profissão provoca e implica. Quando os civis ingressarem na Guarda para desempenhar as funções não policiais, o que é que fazem depois a estes militares?
avatar
Guarda que anda à linha
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 52
Profissão : Funcionário publico
Nº de Mensagens : 1303
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Civis substituem GNR e PSP nas esquadras

Mensagem por PLPG em Ter 18 Set 2018, 19:36

Só acredito quando vir
avatar
PLPG
Cabo-Mor
Cabo-Mor

Feminino
Idade : 40
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 382
Meu alistamento : 2004


Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Civis substituem GNR e PSP nas esquadras

Mensagem por msm em Ter 18 Set 2018, 21:38

Há 30 anos que ouço esse paleio.
avatar
msm
Sargento-Ajudante
Sargento-Ajudante

Masculino
Idade : 48
Profissão : PSP
Nº de Mensagens : 1577
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Civis substituem GNR e PSP nas esquadras

Mensagem por Ice em Ter 18 Set 2018, 22:12

Sem abrigo escreveu:Os "civis" já há muito tempo que estão na Guarda ! Entram ás nove, saiem ao meio dia, regressam as 14 e ás 16h30 já estão a tomar a banhoca . Sábados, domingos e feriados em casa. Quando aos fins de semana vaem papar só os gratificados que lhes conveem sem mais nenhum servico porque estão de folga, gozam um dia folga quando lhes apetece em compensação.


Essa é que é essa...
avatar
Ice
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 45
Profissão : Militar das forças de segurança
Nº de Mensagens : 1462
Mensagem : Sei que pareço um ladrão
Mas há muitos que eu conheço
Que não parecendo o que são
São aquilo que pareço!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Civis substituem GNR e PSP nas esquadras

Mensagem por Guarda que anda à linha em Ter 18 Set 2018, 23:08

Grande embuste e grande treta meus Senhores. Primeiro diziam, com pompa e circunstância rodeada da respetiva propaganda mediática, que iam retirar militares dos bares, das messes, das barbearias, das carpintarias, das oficinas, etc. etc. Chegou a falar-se em quatro mil, lembram-se? E depois de terem sido retirados destes serviços/locais onde é que eles estão?

https://ionline.sapo.pt/626324
https://observador.pt/2018/09/18/vieira-da-silva-admite-problema-nas-novas-pensoes-a-resolver-ate-final-do-ano/
https://www.tsf.pt/economia/interior/cp-em-risco-de-rotura-supressoes-de-comboios-falta-de-material-e-de-trabalhadores-9576161.html
https://sol.sapo.pt/artigo/626202/hospitais-cerca-de-20-dos-medicos-nas-urg-ncias-t-m-idade-para-pedir-dispensa
https://www.dn.pt/portugal/interior/em-104-mil-professores-ha-apenas-383-abaixo-dos-30-anos-8810319.html
https://www.rtp.pt/noticias/pais/enfermeiros-caos-esta-instalado-nas-urgencias-do-hospital-de-s-jose_v1099605
https://www.cmjornal.pt/sociedade/detalhe/lisboa-e-vale-do-tejo-tem-em-falta-1500-enfermeiros
http://www.tvi24.iol.pt/sociedade/saude/faltam-seis-mil-trabalhadores-auxiliares-no-sns-diz-sindicato
https://www.msn.com/pt-pt/noticias/other/procuradora-geral-da-rep%C3%BAblica-sublinha-a-gravosa-falta-de-meios-da-pj/vp-AAzjM3d
http://www.tvi24.iol.pt/videos/inem/inem-sindicato-alerta-para-a-falta-de-pessoal/54b12c4d0cf293f09e96279f

Então perante esta falta gritante de funcionários civis nestas variadas funções fundamentais do estado, entre outras, que estão à beira da ruptura, não colocam os respetivos civis/funcionários que deveriam colocar, e agora dizem-nos outra vez com pompa e circunstancia e através da respetiva propaganda mediática que vão colocar civis nas polícias? Para fazer o quê?

Então se as policias, funções fundamentais de soberania do estado que nos dão segurança e sem a qual (segurança) mais nada funciona, estão tão ou piores que estes serviços públicos estão em termos de efetivos, e em vez de colocarem os policias e militares que deviam colocar nas policias, querem colocar civis?

E depois em situações de emergência, catástrofe ou calamidade publica, assim como o aumento da criminalidade que nos últimos tempos nos tem assolado, e quiçá os tempos incertos que se perspectivam no horizonte como por exemplo com as vagas migratórias inesperadas, em que já há países da UE que querem retomar as fronteiras físicas que em tempos tiveram, quem é que nos acode, os civis que estão nas policias?
avatar
Guarda que anda à linha
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 52
Profissão : Funcionário publico
Nº de Mensagens : 1303
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Civis substituem GNR e PSP nas esquadras

Mensagem por COELHO.X em Ter 18 Set 2018, 23:43

Isto todos os anos é a mesma lenga lenga, principalmente antes de um orçamento de estado no que à segurança diz respeito, logo, só acredita quem quer!! Aliás já está mais do que gasta!
avatar
COELHO.X
Capitão
Capitão

Masculino
Idade : 40
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 5392
Mensagem : Passam Céleres Altivos e Impenetráveis..é a Cavalaria que Passa!
"Para ter inimigos, não precisa declarar guerras, apenas diga o que pensa..."

Martin Luther King

Meu alistamento : (1999) Século Passado!!Há pois é.


Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Civis substituem GNR e PSP nas esquadras

Mensagem por altf4 em Qua 19 Set 2018, 08:46

Iam acabar com as meses para colocar mais guardas no operacional. O que aconteceu? Alguém se lembra? Quantos efetivos aumentam nos postos?
avatar
altf4
Moderador
Moderador

Masculino
Idade : 45
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 561
Mensagem : Quando você morre, você não sabe que está morto. Quem sofre são os outros.
É a mesma coisa quando você é idiota.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Civis substituem GNR e PSP nas esquadras

Mensagem por Guarda que anda à linha em Qua 19 Set 2018, 13:07

altf4 escreveu:Iam acabar com as meses para colocar mais guardas no operacional. O que aconteceu? Alguém se lembra? Quantos efetivos aumentam nos postos?


Pois é, acabaram com as messes e aumentaram as patrulhas de 6 para 8 horas, contrariando o estudo que tinha sido feito há anos atrás, cujo objetivo era o de, à medida que fosse sendo possível passar todas as patrulhas a 6 horas. Sem duvida muito mais vantajoso para o serviço operacional em que se estava 6 horas no terreno, não era necessário parar e interromper o serviço para tomar refeições, ao contrário das 8 onde tem de se interromper as patrulhas para tomar as refeições.
Com a agravante de, com o encerramento das messes, onde no tempo das messes se tomava a refeição a tempo e horas e dentro da diária que nos é paga através do subsidio de refeição. Agora, para tomar as refeições têm de ser cozinhadas, tomadas e lavar a loiça e arrumar o estabelecimento a seguir. Tudo coisinhas excelentes para a operacionalidade do já a definhar serviço operacional.
Assim como, quando há instrução no DTER ou outra concentração de efetivos qualquer por motivo de serviço, onde se junta várias dezenas de militares por dia, o que antes era uma facilidade com a tomada de refeições, é agora uma dificuldade enorme. Situação que fica também evidente no caso dos incêndios, onde antes as refeições eram preparadas e fornecidas a tempo e horas, é agora uma dificuldade enorme com claros prejuízos para os militares.
É tudo coisinhas boas e evolução na instituição para os militares e para a operacionalidade. Sem duvida que esta foi mais uma situação em que regredimos anos.
E também faço a mesma pergunta: E os militares das messes que encerraram onde é que estão, e qual é que foi o aumento real de efetivo com essa medida?
avatar
Guarda que anda à linha
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 52
Profissão : Funcionário publico
Nº de Mensagens : 1303
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Civis substituem GNR e PSP nas esquadras

Mensagem por smelly em Qua 19 Set 2018, 13:16

só um pequeno reparo ao seu post cheio de razão, Guarda que anda à linha...
não é, de todo, permitido confeccionar refeições durante o horário de serviço nos Postos... (pelo menos por aqui).
ou leva a marmita de casa com as sobras "de ontem", ou vai ao restaurante buscar a refeição por 6/7 euros...
avatar
smelly
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 33
Profissão : Militar da Guarda Nacional Republicana
Nº de Mensagens : 1138
Mensagem : A união faz a força..
Meu alistamento : 2004

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Civis substituem GNR e PSP nas esquadras

Mensagem por Edr See em Qua 19 Set 2018, 13:41

Se houver uma diferença significativa, em tempo de serviço ou remuneração mensal, entre que está no operacional (esta parte tinha que ser bem fiscalizada) e os outros, se calhar não seria preciso ouvir estas conversas da treta!
avatar
Edr See
Capitão
Capitão

Masculino
Idade : 38
Profissão : Militar das Forças de Segurança
Nº de Mensagens : 5883
Mensagem : Tenho fé que um dia a instituição seja mais justa para com os seus elementos...
Meu alistamento : 01SET03 - GIA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Civis substituem GNR e PSP nas esquadras

Mensagem por Guarda que anda à linha em Qua 19 Set 2018, 14:08

smelly escreveu:só um pequeno reparo ao seu post cheio de razão, Guarda que anda à linha...
não é, de todo, permitido confeccionar refeições durante o horário de serviço nos Postos... (pelo menos por aqui).
ou leva a marmita de casa com as sobras "de ontem", ou vai ao restaurante buscar a refeição por 6/7 euros...

Pois, o problema é quem mora longe do Posto e só vai a casa nas folgas. Leva marmitas para vários dias?

Em relação ao preço das refeições nos restaurantes, ai está mais um dos retrocessos de que falei em que no tempo das messes se comia a tempo e horas e dentro do preço da diária do subsidio de refeição.

Sobre a proibição de confeccionar as refeições na hora da patrulha, dá impressão que alguém quer que, quem entra às 8 da manhã e que no dia anterior teve 16-24, tem de confeccionar a refeição durante a noite para a comer à hora de almoço. Enfim...

Mas isso também é fácil de resolver, chegada a hora da refeição, deslocação para o respectivo restaurante, paragem do carro patrulha em frente ao mesmo para espantar a clientela, e voltamos ao tempo da outra senhora, das promiscuidades e bom relacionamento com o pessoal da restauração, situações que levaram precisamente à adaptação/redução das patrulhas de 8 para 6 horas para que não fosse necessário interromper o serviço para se tomar refeições.
avatar
Guarda que anda à linha
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 52
Profissão : Funcionário publico
Nº de Mensagens : 1303
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Civis substituem GNR e PSP nas esquadras

Mensagem por smelly em Qua 19 Set 2018, 14:37

Edr See escreveu:Se houver uma diferença significativa, em tempo de serviço ou remuneração mensal, entre que está no operacional (esta parte tinha que ser bem fiscalizada) e os outros, se calhar não seria preciso ouvir estas conversas da treta!

Quando eu fazia patrulhas, diziam-me sempre que o "operacional" é quem faz patrulhas (Postos, SEPNA, BT, PIR, etc). Tudo o resto é, ou adminstração, ou apoio à operacionalidade. 

Agora que, por motivos médicos, estou dispensado do serviço operacional, mas não deixei de querer sempre algo melhor para mim, consegui perceber que me é vedada a entrada em equipas como NIAVE, NICCOA, SPC, e semelhantes, pois são todos considerados serviço operacional... em que ficamos? 

isto é o que dá substituir-se um salário digno por diversos suplementos idiotas que só servem para provocar guerrilhas internas... se é para dar dinheiro, então é operacional carago! 

qualquer dia, até o pessoal das obras lá do Comando é operacional...
avatar
smelly
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 33
Profissão : Militar da Guarda Nacional Republicana
Nº de Mensagens : 1138
Mensagem : A união faz a força..
Meu alistamento : 2004

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Civis substituem GNR e PSP nas esquadras

Mensagem por Guarda que anda à linha em Qui 20 Set 2018, 21:36

Se querem colocar civis a desempenhar determinados serviços não policiais que os militares da Guarda desempenham, subentende-se, portanto, que na Guarda o serviço de administração militar, serviço de saúde e nos Serviços Sociais, vai passar a ser desempenhado por civis.
Então e o que é que vai acontecer depois aos cursos superiores de administração militar e de saúde ministrados aos futuros oficiais da Guarda na Academia Militar que optam por estas duas especialidades, vão ser extintas para começarem a se efectuadas/desempenhadas por civis?
avatar
Guarda que anda à linha
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 52
Profissão : Funcionário publico
Nº de Mensagens : 1303
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Civis substituem GNR e PSP nas esquadras

Mensagem por Estranho em Sex 21 Set 2018, 23:30

Guarda que anda à linha escreveu:
Se querem colocar civis a desempenhar determinados serviços não policiais que os militares da Guarda desempenham, subentende-se, portanto, que na Guarda o serviço de administração militar, serviço de saúde e nos Serviços Sociais, vai passar a ser desempenhado por civis.
Então e o que é que vai acontecer depois aos cursos superiores de administração militar e de saúde ministrados aos futuros oficiais da Guarda na Academia Militar que optam por estas duas especialidades, vão ser extintas para começarem a se efectuadas/desempenhadas por civis?
mas considera que é o facto de contratar civis para os serviços administrativos invalida que os oficiais (e sargentos e talvez até praças) desempenhem as suas funções?
permita-me que partilhe a minha opinião: Não vejo qualquer problema em que sejam civis administrativos a tratar de assuntos para os quais os militares não têm qualquer formação e onde impera apenas a condição militar.
mais, quando o militar elabora um auto de contra ordenação rodoviária remete-o para alguma entidade de policia ou militar? ou quando remete um auto de noticia, fá-lo para alguma entidade militar ou policial?
existe algum serviço (externo) efectuado pela guarda que não tenha de responder a civis?
se o tratamento dos autos é da competência de civis, pelo menos que os nossos serviços sejam desempenhados por pessoas formadas para o efeito e que tenham competências para tal, e respondendo pelo seu serviço, desprendidos do estatuto militar, em vez de o fazerem por antiguidades, condicionantes e afins.
não vejo perspectiva nenhuma onde isso seja negativo...
avatar
Estranho
2º Sargento
2º Sargento

Masculino
Idade : 37
Profissão : Militar GNR
Nº de Mensagens : 596
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Civis substituem GNR e PSP nas esquadras

Mensagem por Gif em Sab 22 Set 2018, 08:59

Eu na minha opinião acho até é que dentro da gnr existem muitas funções de são desempenhadas por militares e que é um desperdício de recursos humanos militares, e que deveriam ser desempenhados por civis.
Vou enumerar alguns:
Messes se ainda existirem algumas, os cozinheiros e afins não precisam de ser militares,
Tratadores de animais;
Escriturarios e outros serviços de escritório;
Mecânicos;
etc.;
Funções que se fossem desempenhadas por civis , libertariam mais pessoal para outras funções.
Mas seria uma reestruturação que tinha que ser feita de forma gradual, pois muitos militares que estão afectos a essas funções se saissem dos seus postos não saberiam fazer mais nada, pois a formação continua também é coisa que não existe na instituição. Uma revolução nos quadros ainda iria causar um problema maior, e o mais correcto será fazer a substituição por civis À medida das necessidades.
Por outro lado, não estou a ver o estado deixar entrar 2 homens (um civil e um militar) para ocupar o lugar do militar que saiu, para que assim aumente efetivamente o numero de militares afectos às funções necessárias e colocar civis nas funções menos necessárias.
avatar
Gif
Cabo-Mor
Cabo-Mor

Masculino
Idade : 40
Profissão : tratorista
Nº de Mensagens : 305
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Civis substituem GNR e PSP nas esquadras

Mensagem por Guarda que anda à linha em Sab 22 Set 2018, 13:11

Uma esquadra, quartel ou posto policial não é um escritório, papelaria, talho, loja, fábrica, armazém, escola, clínica, oficina, quiosque, laboratório de analises etc. etc. etc. que funciona das 9 às 17 de segunda a sexta feira.

Uma esquadra, quartel ou posto policial não é só o momento, não é só o dia de hoje, e, como tal, há que estar sempre preparado para o futuro e para o dia de amanhã que é incerto, não se sabe o que pode acontecer. Hoje, tudo poderá estar bem e amanhã poderá ocorrer uma calamidade ou catástrofe onde tudo pode acontecer durante dias, semanas ou meses. E, como tal, os elementos policiais ou militares poderão ter de permanecer nelas  por tempo indeterminado.

E é aqui que entra a situação dos civis que se pretende que substituam os militares e policias nas esquadras ou postos policiais para fazer as funções que eles fazem.

Desde sempre que me lembro em que perante situações excepcionais, como operações de Natal, Páscoa, cortes de vias devido a manifestações, grandes eventos desportivos, religiosos ou outros em que é preciso reforço de efetivos, que nessas alturas todos avançam, desde o barista, ao cozinheiro, ao mecânico, ao carpinteiro e ao administrativo. Aliás, estes militares, ao longo do ano, além do serviço que têm, também enquadram as escalas de atendimento, cabo de dia entre outras.

Não é por acaso que ao longo dos tempos estas instituições militares e policiais sempre foram autónomas nas mais variadas funções. Se houver um estado de sitio, calamidade ou catástrofe qualquer, em que o pais permanecerá instável durante dias, semanas ou meses, e os mais variados equipamentos e ou serviços que actualmente são mantidos e desempenhados pelos militares e policias, como por exemplo mecânica de viaturas, trato de animais, alimentação, reparação de estruturas no mais curto espaço de tempo etc., e se é sabido que, em situações destas e quando estas ocorrem, os civis (como é natural) fogem delas e os militares e policias (por obrigação legal) têm de avançar para elas. Se entretanto derem em substituir militares e policias por civis, o que é que vai acontecer depois perante uma situação destas?

https://www.jn.pt/justica/interior/correcao-associacao-acusa-comandante-da-gnr-de-beja-de-nao-cumprir-a-lei-ao-cortar-folgas-8721244.html
https://pt-pt.facebook.com/notes/aspp-psp/falta-de-efetivos-deixa-pol%C3%ADcias-sem-folgas-em-lisboa/1944758722250835/
https://www.dn.pt/lusa/interior/sindicato-da-psp-considera-inadmissivel-o-corte-de-folgas-aos-policias-9882209.html
https://zap.aeiou.pt/eurovisao-impede-policias-tirar-ferias-folgas-198034

Aqui, estão apenas alguns exemplos do que nos últimos tempos está a acontecer às polícias devido à falta de efetivos.

Alguém no seu perfeito juízo acha que se derem em substituir militares e policias por civis, que as instituições policiais e militares vão melhorar, que vão haver mais efetivos nas ruas, que vai haver mais policiamento e mais segurança? Será que é mesmo isto que querem?

Pois bem, desenganem-se e vejam bem o que estão a dizer e ou a pretender.
avatar
Guarda que anda à linha
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 52
Profissão : Funcionário publico
Nº de Mensagens : 1303
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Civis substituem GNR e PSP nas esquadras

Mensagem por Estranho em Sab 22 Set 2018, 13:44

Entendo o que está a dizer, no entanto o que li foi civis nas funções administrativas


Última edição por Estranho em Sab 22 Set 2018, 13:58, editado 1 vez(es)
avatar
Estranho
2º Sargento
2º Sargento

Masculino
Idade : 37
Profissão : Militar GNR
Nº de Mensagens : 596
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Civis substituem GNR e PSP nas esquadras

Mensagem por Estranho em Sab 22 Set 2018, 13:45

Estranho escreveu:Entendo o que está a dizer, no entanto o que li foi civis nas funções administrativas.
Em muitos países é assim e olham para eles como exemplos...
Continuo a dizer que, na maioria das funções administrativas, não há mal nenhum em serem desempenhadas por civis (até porque nas seguintes instâncias já o são).
Diga-me então, com toda a certeza, que o militar que lida com os seus vencimentos, saúde entre outros assuntos, tem formação e sabe o que está a fazer. Diga que se o militar que lida com o seu vencimento se enganar (inédito?) lhe será imposta uma punição disciplinar,. 0u será antes "castigado" e transferido? Diga se não é comum a justificação do "Não sabia... nem tenho formação para isto." ? É que esses que desempenham essas funções, de facto, não têm formação para mais de metade da responsabilidade que lhes foi conferida. Não digo que o desempenham mal, de todo, mas (e ainda tenham Formação externa à instituição) não é o mesmo tipo de responsabilidade que lhes pode ser exigida.
Mais uma vez refiro que se trata de serviço administrativo que é desempenhado por civis nas entidades competentes.
Se vai ficar bom? Claro que não. Mas garantidamente, quando houver outro "erro informático" que penaliza centenas de militares, alguma justificação terá de ser dada e a reposição do dano não será "um dia destes" sem qualquer resultado ou responsabilização.
avatar
Estranho
2º Sargento
2º Sargento

Masculino
Idade : 37
Profissão : Militar GNR
Nº de Mensagens : 596
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Civis substituem GNR e PSP nas esquadras

Mensagem por Guarda que anda à linha em Sab 22 Set 2018, 16:01

Em complemento ao meu comentário anterior apenas acrescento: a nível interno, em que cada vez a criminalidade aumenta mais, cada vez mais complexa e grave, apesar dos relatórios que nos querem meter pelos olhos a dentro a tentar desmenti-lo, mas que as imagens televisivas, as noticias nos jornais e nas redes sociais todos os dias nos trazem à luz do dia essa criminalidade e contradizem esses relatórios. Numa altura em que cada vez mais os elementos policiais são injuriados, agredidos, feridos e por vezes mortos em serviço. Em que há elementos policiais a deslocarem-se sozinhos a ocorrências, porque muitas das vezes não há pelo menos mais um para completar uma Força. Em que cada vez mais os efectivos policiais andam mais velhos, mais desgastados física e psicologicamente no serviço activo, o que não acontecia até há alguns anos atrás, e que não acontece actualmente na generalidade dos países civilizados por esse mundo fora, países em que, ser policia é considerada profissão/função de risco, de perigo e de desgaste rápido, que, pasme-se, em Portugal não é.

Em que a nível externo o Reino Unido vai sair da UE (UE que, diga-se em abono da verdade, alguns não auguram um grande futuro) onde sempre esteve com um pé dentro e outro de fora. Em que há países dessa mesma UE que já falam em retomar novamente as fronteiras físicas que tinham antes de estarem na UE, e já não acatam ordens/directrizes dessa mesma UE que definha. Em que em certos países da UE a estrema direita está a ganhar preponderância, porque os cidadãos desses países já não se sentem seguros e não se revêem nas políticas de segurança adoptadas pelos partidos/políticos tradicionais, que já não conseguem cumprir em termos de segurança interna dos próprios países, designadamente com o que tem acontecido nos últimos anos através das vagas migratórias VS terrorismo. Em que vários países da UE estão a reforçar as suas instituições policiais/militares, e estão a ponderar e a retomar novamente o SMO, nomeadamente a França e a Suécia.

E enquanto isto tudo acontece, ao mesmo tempo que Portugal acaba de entregar (em 2017) à ONU a sua proposta de extensão da plataforma continental, ou seja, está a reclamar mais área territorial que depois vai ter de ser policiada e vigiada, que os voluntários para as Forças Armadas Portuguesas já não são suficientes para as encomendas (fileiras), o que é que os nossos ilustres pensadores estão a pensar fazer em relação à nossa defesa/segurança interna?

Bingo! Colocar civis na GNR e na PSP para substituir militares e policias.
avatar
Guarda que anda à linha
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 52
Profissão : Funcionário publico
Nº de Mensagens : 1303
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Civis substituem GNR e PSP nas esquadras

Mensagem por Estranho em Sab 22 Set 2018, 16:06

Substituir?
Já leu mais que eu...
avatar
Estranho
2º Sargento
2º Sargento

Masculino
Idade : 37
Profissão : Militar GNR
Nº de Mensagens : 596
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Civis substituem GNR e PSP nas esquadras

Mensagem por Edr See em Sab 22 Set 2018, 18:52

O que não faltam é militares que são mais civis que militares... Essa historia de estadio de sítio é conversa de encher chouriços...
avatar
Edr See
Capitão
Capitão

Masculino
Idade : 38
Profissão : Militar das Forças de Segurança
Nº de Mensagens : 5883
Mensagem : Tenho fé que um dia a instituição seja mais justa para com os seus elementos...
Meu alistamento : 01SET03 - GIA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Civis substituem GNR e PSP nas esquadras

Mensagem por Guarda que anda à linha em Sab 22 Set 2018, 19:08

Edr See escreveu:O que não faltam é militares que são mais civis que militares... Essa historia de estadio de sítio é conversa de encher chouriços...

"Essa historia de estado de sítio é conversa de encher chouriços..."

É, como os incêndios do ano passado, em que os Guardas não chegaram prás encomendas e que depois já estavam a tentar empurrar para eles (sacudir a água do capote) parte da tragédia do que aconteceu?
avatar
Guarda que anda à linha
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 52
Profissão : Funcionário publico
Nº de Mensagens : 1303
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Civis substituem GNR e PSP nas esquadras

Mensagem por Edr See em Sab 22 Set 2018, 20:16

E o que isso tem a ver com a vinda de civis para a instituição?! Já passei por muitos postos, desde sede grupo a outros! Das 9/17 há muitos militares ao serviço e nos restantes turnos?!
avatar
Edr See
Capitão
Capitão

Masculino
Idade : 38
Profissão : Militar das Forças de Segurança
Nº de Mensagens : 5883
Mensagem : Tenho fé que um dia a instituição seja mais justa para com os seus elementos...
Meu alistamento : 01SET03 - GIA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Civis substituem GNR e PSP nas esquadras

Mensagem por Guarda que anda à linha em Sab 22 Set 2018, 22:12

Edr See escreveu:E o que isso tem a ver com a vinda de civis para a instituição?! Já passei por muitos postos, desde sede grupo a outros! Das 9/17 há muitos militares ao serviço e nos restantes turnos?!

Nada! Só observei que, em relação à sua observação de: "Essa historia de estado de sítio é conversa de encher chouriços..." reitero o que disse, e que estado de sitio não é nada conversa de encher chouriços, é uma situação que pode ocorrer a qualquer momento. No ano passado foi o que foi, em que por vários momentos varias localidades estiveram "sitiadas" com todas as consequências e resultados trágicos que daí advieram. E este ano, em Monchique, quase que a situação se voltou a repetir e ainda por cima, normalmente no estado de sitio a partir de uma certa hora as pessoas são proibidas de andar na rua e abrigadas a permanecer em casa, e desta vez nem essa hipótese lhes deram, simplesmente foram "arrancadas" de casa.

Portanto, o estado de sitio não é conversa nenhuma de encher chouriços, só se for para si.

Sobre os militares das 9/17, deixe lá, não se preocupe com isso. Acho que neste momento há assuntos e questões muito mais importantes e gravosas para todos, do que a dos militares das 9/17.

Mas não faz mal, vá-se entretendo com isso, com a situação dos militares das 9/17 que há quem goste disso e agradeça essa discussão. Porque, há quem pense assim: enquanto uns se preocupam com os militares das 9/17 e com isso andam entretidos e provocam ruído só para um lado, pela calada, outros há, para não perder a oportunidade de cravar a machada em todos mais uma vez retirando-lhes mais um direito aqui, e agravando-lhes mais uma ou outra situação ali.
avatar
Guarda que anda à linha
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 52
Profissão : Funcionário publico
Nº de Mensagens : 1303
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Civis substituem GNR e PSP nas esquadras

Mensagem por DNS em Sab 22 Set 2018, 22:15

Qual o objetivo do governo? Não entendo...
Dos guardas a aplaudirem a medida até entendo, porque no fim de contas uns são filhos, outros enteados!

Mas reparem:
Um funcionário publico recebe quanto. Imaginemos que um pouco mais que o ordenado mínimo.
Quanto recebe um Guarda? Por ai 800 euros. Ou seja, cerca de 100 euros (se tanto) a mais que o funcionário publico.
O funcionário publico não avança, faz greves, etc, etc!
Então porque não contratar mais Guardas?

Há muito serviço que não deveria ser da GNR, o problema não está nos guardas das secretarias, nem vai resolver nada.
Olhem por exemplo há 1 militar por posto (quase) ou nalguns até mais que 1, dedicado a andar a fazer notificações dos tribunais, agentes de execução, camaras e outras entidades. Só deixar esse serviço já era um passo em frente!

A titulo de exemplo, no meu posto no destacamento estão lá 3 guardas, nos postos estão 10 no total, ou seja 13.
Os dos postos fazem tudo e tapam buracos. Certamente que todos até os do DTEr trabalham mais que um funcionário publico e são guardas.
Ou seja para mandar estes 13 embora, contratavam 13 funcionários públicos. Na melhor das hipóteses ao contratar estes 13 funcionários ao invés de guardas, o estado poupa uns tostões por mes, ganha 2 ou 3 por posto, mas perde os tapa buracos, o comandante deixa de pôr e dispor, e o pessoal da secretaria por vezes até prescinde de certos direitos/baixas que teria direito ou colocaria.

Mas eles é que sabem, mas não me parece ser viável.
avatar
DNS
2º Sargento
2º Sargento

Masculino
Idade : 106
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 730
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Civis substituem GNR e PSP nas esquadras

Mensagem por Estranho em Dom 23 Set 2018, 14:33

DNS escreveu:Qual o objetivo do governo? Não entendo...
Dos guardas a aplaudirem a medida até entendo, porque no fim de contas uns são filhos, outros enteados!

Mas reparem:
Um funcionário publico recebe quanto. Imaginemos que um pouco mais que o ordenado mínimo.
Quanto recebe um Guarda? Por ai 800 euros. Ou seja, cerca de 100 euros (se tanto) a mais que o funcionário publico.
O funcionário publico não avança, faz greves, etc, etc!
Então porque não contratar mais Guardas?

Há muito serviço que não deveria ser da GNR, o problema não está nos guardas das secretarias, nem vai resolver nada.
Olhem por exemplo há 1 militar por posto (quase) ou nalguns até mais que 1, dedicado a andar a fazer notificações dos tribunais, agentes de execução, camaras e outras entidades. Só deixar esse serviço já era um passo em frente!

A titulo de exemplo, no meu posto no destacamento estão lá 3 guardas, nos postos estão 10 no total, ou seja 13.
Os dos postos fazem tudo e tapam buracos. Certamente que todos até os do DTEr trabalham mais que um funcionário publico e são guardas.
Ou seja para mandar estes 13 embora, contratavam 13 funcionários públicos. Na melhor das hipóteses ao contratar estes 13 funcionários ao invés de guardas, o estado poupa uns tostões por mes, ganha 2 ou 3 por posto, mas perde os tapa buracos, o comandante deixa de pôr e dispor, e o pessoal da secretaria por vezes até prescinde de certos direitos/baixas que teria direito ou colocaria.

Mas eles é que sabem, mas não me parece ser viável.

a tabela remuneratória é a mesma para todos.
e até que a noticia não refere o local estarão esses militares (se postos, comandos, etc)
avatar
Estranho
2º Sargento
2º Sargento

Masculino
Idade : 37
Profissão : Militar GNR
Nº de Mensagens : 596
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Civis substituem GNR e PSP nas esquadras

Mensagem por toinojaquim em Seg 24 Set 2018, 14:26

Sem abrigo escreveu:Os "civis" já há muito tempo que estão na Guarda ! Entram ás nove, saiem ao meio dia, regressam as 14 e ás 16h30 já estão a tomar a banhoca . Sábados, domingos e feriados em casa. Quando aos fins de semana vaem papar só os gratificados que lhes conveem sem mais nenhum servico porque estão de folga, gozam um dia folga quando lhes apetece em compensação.
Mesmo assim trabalham muitas horas.... conheço um da classe intermédia que trabalha cerca de 4 horas por semana e não se passa nada! E não pensem que estou a exagerar! é mesmo verdade. A Guarda é um part-time para alguns.
avatar
toinojaquim
Furriel
Furriel

Masculino
Idade : 40
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 434
Mensagem : " As massas nunca se elevam ao padrão do seu melhor membro, pelo contrário, degradam-se ao nível do pior"
Meu alistamento : 2003 Portalegre


Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Civis substituem GNR e PSP nas esquadras

Mensagem por Edr See em Seg 24 Set 2018, 18:12

Guarda que anda à linha escreveu:Portanto, o estado de sitio não é conversa nenhuma de encher chouriços, só se for para si.
Basta ler um pouco da lei bases da protecção civil para ver que não é por ser militar da GNR que tenho mais "deveres" que um civil, que é o assunto que se está a tratar aqui neste tópico!
E quando falei nos militares 9/17, foi para comparar com o horário que supostamente os civis virão fazer na GNR, coisa que não acredito!
avatar
Edr See
Capitão
Capitão

Masculino
Idade : 38
Profissão : Militar das Forças de Segurança
Nº de Mensagens : 5883
Mensagem : Tenho fé que um dia a instituição seja mais justa para com os seus elementos...
Meu alistamento : 01SET03 - GIA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Civis substituem GNR e PSP nas esquadras

Mensagem por MiguelBarrancos em Seg 24 Set 2018, 21:14

Se esta medida fosse para a frente, eu comia uma bota, ou até mesmo um cagalhoto.
avatar
MiguelBarrancos
2º Sargento
2º Sargento

Masculino
Idade : 37
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 801
Mensagem : camaradagem era a solução para metade dos nossos problemas...
Meu alistamento : 2003

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Civis substituem GNR e PSP nas esquadras

Mensagem por Salgueiro em Ter 25 Set 2018, 11:35

Nos postos...
Se o atendimento ao público (contacto direto e telefonico) for efetuado por civis, dentro de um horario alargado como nas juntas de freguesia, e depois encaminhado para os militares, até seria uma possibilidade.
A Higienização dos espaços já é efetuada por civis, e antes era feita pelos proprios militares.

A situação que me preocupa com civis, é saber quem assegura o serviço de atendimento:
- após o horário de atendimento alargado
- nas férias ou outros impedimentos
- nas greves


Nos comandos...
Se a Higienização dos quarteis, manutenção/reparação (obras), bares, messes, atendimento na secretaria, recolha e distribuição de correspondencia, etc, poderiam ser feita por civis, mas sempre com gestão e chefia militar.

A avaliação deveria ser entre concessionar de acordo com caderno de encargos ou contratar civis para fazer esses serviços sob nossa gestão militar.
avatar
Salgueiro
2º Sargento
2º Sargento

Masculino
Idade : 36
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 744
Mensagem : De que adianta a Liberdade se não existe Segurança?
Meu alistamento : CFP 2007, CPCb 2011/2012, CFS 2014/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Civis substituem GNR e PSP nas esquadras

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo