Comandantes de posto vigiam baixas médicas na GNR

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir para baixo

Em Curso Comandantes de posto vigiam baixas médicas na GNR

Mensagem por dragao Qua 20 Jul 2022, 14:18

Os comandantes da GNR – bem como diretores ou chefes de departamento – foram mandatados pelo Comando-Geral para aferir da veracidade das baixas médicas dos subordinados. A medida, que consta de um despacho do comandante-geral de 14 de junho e que entrou em vigor no início do mês, já está a causar polémica, com muitos militares a questionar o novo Regulamento do Serviço de Saúde da GNR - uma vez que basta um relatório do superior hierárquico sem qualquer fundamentação clínica para forçar a ida a uma junta médica da própria GNR para “julgar o grau de capacidade para o serviço” dos militares.


https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/comandantes-de-posto-vigiam-baixas-medicas-na-gnr


dragao
dragao
Cmdt Interino
Cmdt Interino

Masculino
Idade : 53
Profissão : gnr
Nº de Mensagens : 22390
Mensagem : Ler as Regras ajuda a compreender o funcionamento do fórum!
Meu alistamento : Já viste este novo campo no teu perfil?

Ir para o topo Ir para baixo

Em Curso Re: Comandantes de posto vigiam baixas médicas na GNR

Mensagem por Guarda que anda à linha Qua 20 Jul 2022, 15:13

Está a ficar bonito está.

Com o ataque cerrado, sem precedentes, às condições de serviço e direitos dos militares e dos policias (que não querem considerar como profissões/funções de risco e de desgaste rápido) que se iniciou em 2005. Nomeadamente o inicio da redução de percentagens para efeitos de tempo de serviço, que agora já estão a zero. Percentagens essas que, apesar de tudo, têm sempre de ser pagas. Com as alterações de reserva e reforma e com o fim da idade de reforma aos 60 anos de idade, esta ultima alteração (a da idade da reforma aos 60 anos de idade) feita em 2017. O que, tudo junto, levou às condições em que as instituições militares e policiais se encontram hoje. Chegando ao ponto de, pasme-se, por forma a contrariar a falta de atratividade para estas profissões, designadamente para a PSP, terem aumentado a idade de acesso/ingresso de até aos 30 anos de idade. Situações todas em conjunto que vão levar a um envelhecimento cada vez mais evidente do efectivo e, por arrastamento a mais desgaste, a mais cansaço físico e psicológico, e menos condições físicas e psicológicas para o desempenho da missão. Temos agora como cereja no topo do bolo, o controle das baixas médicas dos profissionais destas profissões e destas funções.

Ou seja, apesar de terem que andar no serviço activo cada vez mais velhos, mais desgastados, e mais debilitados física e psicologicamente, e com cada vez menos condições físicas e mentais para o desempenho da missão, por este andar, os policias e os militares vão ter que andar nessa situação também doentes.

Meus Senhores, o que se está a passar actualmente nestas instituições em termos de efectivos/rejuvenescimento dos efectivos/absentismo/baixas médicas/serviços moderados/dispensa deste ou daquele serviço, como não fazer noites, dispensa de usar arma etc. etc., é, simplesmente, o resultado do fruto que foi semeado em 2005, atrás referido (e houve quem, na altura desse ataque alertou para isso) ou será que ainda não se aperceberam disso?
Guarda que anda à linha
Guarda que anda à linha
Sargento-Ajudante
Sargento-Ajudante

Masculino
Idade : 56
Profissão : Funcionário publico
Nº de Mensagens : 1876
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Ir para o topo Ir para baixo

Em Curso Re: Comandantes de posto vigiam baixas médicas na GNR

Mensagem por zucatruca Qua 20 Jul 2022, 15:32

Só não vê que é cego!
zucatruca
zucatruca
Cabo-Chefe
Cabo-Chefe

Masculino
Idade : 53
Profissão : Militar GNR
Nº de Mensagens : 217
Mensagem : eu sei que sim
Meu alistamento : muitos anos disto.

Ir para o topo Ir para baixo

Em Curso Re: Comandantes de posto vigiam baixas médicas na GNR

Mensagem por Almeida Pinto Qua 20 Jul 2022, 16:33

Guarda que anda à linha escreveu:
Está a ficar bonito está.
Com o ataque cerrado, sem precedentes, às condições de serviço e direitos dos militares e dos policias (que não querem considerar como profissões/funções de risco e de desgaste rápido) que se iniciou em 2005. Nomeadamente o inicio da redução de percentagens para efeitos de tempo de serviço, que agora já estão a zero. Percentagens essas que, apesar de tudo, têm sempre de ser pagas. Com as alterações de reserva e reforma e com o fim da idade de reforma aos 60 anos de idade, esta ultima alteração (a da idade da reforma aos 60 anos de idade) feita em 2017. O que, tudo junto, levou às condições em que as instituições militares e policiais se encontram hoje. Chegando ao ponto de, pasme-se, por forma a contrariar a falta de atratividade para estas profissões, designadamente para a PSP, terem aumentado a idade de acesso/ingresso de até aos 30 anos de idade. Situações todas em conjunto que vão levar a um envelhecimento cada vez mais evidente do efectivo e, por arrastamento a mais desgaste, a mais cansaço físico e psicológico, e menos condições físicas e psicológicas para o desempenho da missão. Temos agora como cereja no topo do bolo, o controle das baixas médicas dos profissionais destas profissões e destas funções.
Ou seja, apesar de terem que andar no serviço activo cada vez mais velhos, mais desgastados, e mais debilitados física e psicologicamente, e com cada vez menos condições físicas e mentais para o desempenho da missão, por este andar, os policias e os militares vão ter que andar nessa situação também doentes.
Meus Senhores, o que se está a passar actualmente nestas instituições em termos de efectivos/rejuvenescimento dos efectivos/absentismo/baixas médicas/serviços moderados/dispensa deste ou daquele serviço, como não fazer noites, dispensa de usar arma etc. etc., é, simplesmente, o resultado do fruto que foi semeado em 2005, atrás referido (e houve quem, na altura desse ataque alertou para isso) ou será que ainda não se aperceberam disso?
Sem dúvida que poderiam tomar outras medidas para tornar a carreira mais atrativa...
Contudo, não vejo com maus olhos o aumento da idade limite para ingressar na Polícia.
Vejam se os seguintes casos:
Estados Unidos América, Inglaterra. Não tem limite de idade.
França, até aos 35 anos.
Entre muitos outros países.....
E quanto a operacionalidade, existem vários serviços internos que podem ser desenvolvidos por quem achar que não tem condição física para andar na rua.
Também se pode fazer segurança aos edifícios públicos (onde estão empresas privadas, pagas a peso de ouro, sem nenhuma autoridade).
Esta é apenas a minha opinião...
Almeida Pinto
Almeida Pinto
Sargento-Chefe
Sargento-Chefe

Masculino
Idade : 44
Profissão : Assistente técnico, Técnico de laboratório
Nº de Mensagens : 2433
Mensagem : Só quando um mosquito pousa nos teus testículos percebes que nem tudo na vida se resolve com violência Smile
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Ir para o topo Ir para baixo

Em Curso Re: Comandantes de posto vigiam baixas médicas na GNR

Mensagem por Guarda que anda à linha Qua 20 Jul 2022, 17:05

Almeida Pinto, com todo o respeito mas, comparar condições de serviço e direitos dos policias e dos militares dos EUA, da Inglaterra e da França com as dos portugueses, é o mesmo que comparar a beira da estrada com a estrada da beira.

Quanto a esta parte:

"Também se pode fazer segurança aos edifícios públicos (onde estão empresas privadas, pagas a peso de ouro, sem nenhuma autoridade)."

Espetáculo, ora aqui está uma excelente situação e missão para os militares e policias doentes e para os velhos desempenharem.

Por amor de Deus, tirem-me deste filme.

Haja paciência.
Guarda que anda à linha
Guarda que anda à linha
Sargento-Ajudante
Sargento-Ajudante

Masculino
Idade : 56
Profissão : Funcionário publico
Nº de Mensagens : 1876
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Ir para o topo Ir para baixo

Em Curso Re: Comandantes de posto vigiam baixas médicas na GNR

Mensagem por Almeida Pinto Qua 20 Jul 2022, 17:10

Guarda que anda à linha escreveu:
Almeida Pinto, com todo o respeito mas, comparar condições de serviço e direitos dos policias e dos militares dos EUA, da Inglaterra e da França com as dos portugueses, é o mesmo que comparar a beira da estrada com a estrada da beira.
Quanto a esta parte:
"Também se pode fazer segurança aos edifícios públicos (onde estão empresas privadas, pagas a peso de ouro, sem nenhuma autoridade)."
Espetáculo, ora aqui está uma excelente situação e missão para os militares e policias doentes e para os velhos desempenharem.
Por amor de Deus, tirem-me deste filme.
Haja paciência.
Pode-se comparar todas as policias do mundo, como se pode compara todas as outras profissões. 
Portanto, no seu entender, todos os policias depois dos 55 ou 60 anos ficam doentes e velhos?
 Essa é boa...
Vejo vigilantes com muito mais idade...
Eu não falei em doentes, você é que falou.....
Quando só queremos ver uma face da moeda, arranjamos todas as desculpas.
Como lhe disse, esta é apenas a minha opinião.
Certa ou errada, tenho o direito de a ter.
Cumprimentos
Almeida Pinto
Almeida Pinto
Sargento-Chefe
Sargento-Chefe

Masculino
Idade : 44
Profissão : Assistente técnico, Técnico de laboratório
Nº de Mensagens : 2433
Mensagem : Só quando um mosquito pousa nos teus testículos percebes que nem tudo na vida se resolve com violência Smile
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Ir para o topo Ir para baixo

Em Curso Re: Comandantes de posto vigiam baixas médicas na GNR

Mensagem por eduardo1143 Qua 20 Jul 2022, 17:57

Acho bem. 
Muitos camaradas metem baixas que todos sabemos que são fraudulentas
Alguns porque se chatearem com o comandante e para fazer birra metem baixa
Outros foram a cursos e foram parar longe de casa e bora a meter baixa para fuder os camaradas que estam no serviço 
Outros metem baixa porque sim 
República das bananas
Quem não quer trabalhar que vá para o sector privado, lá é que este pessoal está bem
avatar
eduardo1143
2º Sargento
2º Sargento

Masculino
Idade : 32
Profissão : militar
Nº de Mensagens : 745

Ir para o topo Ir para baixo

Em Curso Re: Comandantes de posto vigiam baixas médicas na GNR

Mensagem por Guarda que anda à linha Qua 20 Jul 2022, 18:04

Almeida Pinto, comparar policias e militares com outra profissão qualquer (profissões quaisquer que elas sejam pelas quais eu tenho um respeito, consideração e admiração enormes) é o mesmo que comparar a beira da estrada com a estrada da beira.

Até porque: 31 polícias da PSP e GNR perderam a vida em serviço desde 2000. Estas são histórias que dão rosto aos números https://visao.sapo.pt/atualidade/sociedade/2022-03-29-31-policias-da-psp-e-gnr-perderam-a-vida-em-servico-desde-2000-estas-sao-historias-que-dao-rosto-aos-numeros/

O que se passa nas polícias? Taxa de suicídios é mais do dobro da população geral https://visao.sapo.pt/atualidade/sociedade/2021-11-25-o-que-se-passa-nas-policias-taxa-de-suicidios-e-mais-do-dobro-da-populacao-geral/

Quanto aos dados sobres as mortes em serviço e sobre a taxa de suicídio dos “seus” vigilantes, ainda não os coloquei aqui porque estou farto de pesquisar no Google e ainda não encontrei nada. Mas, vou continuar a procurar e prometo que assim que encontrar alguma coisa logo os coloco aqui.  

Portanto, salvo melhor opinião e com todo o respeito, no que às profissões/instituições diz respeito, não devemos misturar alhos com bugalhos.

Quanto às idades, onde é que eu disse que os policias ou os militares com 55 ou 60 anos ficam doentes e velhos? Eu não terei antes dado a entender que, com essas idades, os polícias e os militares já não estarão nas melhores condições físicas e psicológicas para o desempenho da função militar e policial a que as instituições militares e policiais estão abrigadas a prestar?
Guarda que anda à linha
Guarda que anda à linha
Sargento-Ajudante
Sargento-Ajudante

Masculino
Idade : 56
Profissão : Funcionário publico
Nº de Mensagens : 1876
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Ir para o topo Ir para baixo

Em Curso Re: Comandantes de posto vigiam baixas médicas na GNR

Mensagem por Almeida Pinto Qua 20 Jul 2022, 19:34

Guarda que anda à linha escreveu:
Almeida Pinto, comparar policias e militares com outra profissão qualquer (profissões quaisquer que elas sejam pelas quais eu tenho um respeito, consideração e admiração enormes) é o mesmo que comparar a beira da estrada com a estrada da beira.
Até porque: 31 polícias da PSP e GNR perderam a vida em serviço desde 2000. Estas são histórias que dão rosto aos números https://visao.sapo.pt/atualidade/sociedade/2022-03-29-31-policias-da-psp-e-gnr-perderam-a-vida-em-servico-desde-2000-estas-sao-historias-que-dao-rosto-aos-numeros/
O que se passa nas polícias? Taxa de suicídios é mais do dobro da população geral https://visao.sapo.pt/atualidade/sociedade/2021-11-25-o-que-se-passa-nas-policias-taxa-de-suicidios-e-mais-do-dobro-da-populacao-geral/
Quanto aos dados sobres as mortes em serviço e sobre a taxa de suicídio dos “seus” vigilantes, ainda não os coloquei aqui porque estou farto de pesquisar no Google e ainda não encontrei nada. Mas, vou continuar a procurar e prometo que assim que encontrar alguma coisa logo os coloco aqui.  
Portanto, salvo melhor opinião e com todo o respeito, no que às profissões/instituições diz respeito, não devemos misturar alhos com bugalhos.
Quanto às idades, onde é que eu disse que os policias ou os militares com 55 ou 60 anos ficam doentes e velhos? Eu não terei antes dado a entender que, com essas idades, os polícias e os militares já não estarão nas melhores condições físicas e psicológicas para o desempenho da função militar e policial a que as instituições militares e policiais estão abrigadas a prestar?
Se quiser posso_lhe dizer várias profissões que fazem turnos, lidam com morte, sofrimento, etc...
Portanto, todas as profissões tem as suas "dores".
Quanto ao perder a vida em serviço, lamento muito, revolta_me quando isso acontece.
Contudo, existem tantas outras profissões que também perderam muitas dezenas ou centenas de funcionários.
Essa da taxa de suicídios é um pau de dois bicos. Dentro dessas pessoas que se suicidaram, acha que foi tudo por motivos profissionais?
Olhe que não, mas dá jeito falar nisso...
Meus vigilantes??? São tanto meus como seus.
O meu patrão é o mesmo que o seu patrão, embora que sejamos de ministérios diferentes.
Não, não falou nada de doentes e velhos, fui eu que inventei ....
Cada caso é um caso, mas conheço vários polícias na reserva que estão impecáveis.
Não sei porquê de tantas cócegas por aumentar a idade de ingresso.
Só concorre tarde quem quer.
Dá-me a ideia que você gostava que não houvesse candidatos para as FS.
Aí talvez lhe dessem 3000 euros  de vencimento.
É aqui que reside o seu problema...
Almeida Pinto
Almeida Pinto
Sargento-Chefe
Sargento-Chefe

Masculino
Idade : 44
Profissão : Assistente técnico, Técnico de laboratório
Nº de Mensagens : 2433
Mensagem : Só quando um mosquito pousa nos teus testículos percebes que nem tudo na vida se resolve com violência Smile
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Ir para o topo Ir para baixo

Em Curso Re: Comandantes de posto vigiam baixas médicas na GNR

Mensagem por Guarda que anda à linha Qua 20 Jul 2022, 19:45

Almeida Pinto, com todo o respeito, neste tema e neste tópico, não me leve a mal, mas não vale a pena continuar a debater consigo.
Saudações
Guarda que anda à linha
Guarda que anda à linha
Sargento-Ajudante
Sargento-Ajudante

Masculino
Idade : 56
Profissão : Funcionário publico
Nº de Mensagens : 1876
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Ir para o topo Ir para baixo

Em Curso Re: Comandantes de posto vigiam baixas médicas na GNR

Mensagem por Almeida Pinto Qua 20 Jul 2022, 20:51

Guarda que anda à linha escreveu:
Almeida Pinto, com todo o respeito, neste tema e neste tópico, não me leve a mal, mas não vale a pena continuar a debater consigo.
Saudações
Faço minhas as suas palavras.
Cumprimentos.
Saúde.
Almeida Pinto
Almeida Pinto
Sargento-Chefe
Sargento-Chefe

Masculino
Idade : 44
Profissão : Assistente técnico, Técnico de laboratório
Nº de Mensagens : 2433
Mensagem : Só quando um mosquito pousa nos teus testículos percebes que nem tudo na vida se resolve com violência Smile
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Ir para o topo Ir para baixo

Em Curso Re: Comandantes de posto vigiam baixas médicas na GNR

Mensagem por rafaelcardoso Qua 20 Jul 2022, 23:21

Isto chegou a este ponto porque o pessoal mete baixa por tudo e por nada. Simples. Abusou-se desse tipo de baixas todos sabemos disso.
rafaelcardoso
rafaelcardoso
2º Sargento
2º Sargento

Masculino
Idade : 33
Profissão : Guarda Nacional Repúblicana
Nº de Mensagens : 847
Mensagem : "QVE OS MVITOS POR SER POVCOS NAM TEMAMOS"
Meu alistamento : 02-12-2010

Ir para o topo Ir para baixo

Em Curso Re: Comandantes de posto vigiam baixas médicas na GNR

Mensagem por Almeida Pinto Qua 20 Jul 2022, 23:28

eduardo1143 escreveu:Acho bem. 
Muitos camaradas metem baixas que todos sabemos que são fraudulentas
Alguns porque se chatearem com o comandante e para fazer birra metem baixa
Outros foram a cursos e foram parar longe de casa e bora a meter baixa para fuder os camaradas que estam no serviço 
Outros metem baixa porque sim 
República das bananas
Quem não quer trabalhar que vá para o sector privado, lá é que este pessoal está bem
palmas palmas palmas
Almeida Pinto
Almeida Pinto
Sargento-Chefe
Sargento-Chefe

Masculino
Idade : 44
Profissão : Assistente técnico, Técnico de laboratório
Nº de Mensagens : 2433
Mensagem : Só quando um mosquito pousa nos teus testículos percebes que nem tudo na vida se resolve com violência Smile
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Ir para o topo Ir para baixo

Em Curso Re: Comandantes de posto vigiam baixas médicas na GNR

Mensagem por GLOCK 19 Qua 20 Jul 2022, 23:29

Boa noite pessoal.....

Alguém tem a legislação....
GLOCK 19
GLOCK 19
Furriel
Furriel

Masculino
Idade : 43
Profissão : Militar-GNR
Nº de Mensagens : 430
Mensagem : UM POR TODOS, TODOS POR UM
Meu alistamento : TARRAFAL02

Ir para o topo Ir para baixo

Em Curso Re: Comandantes de posto vigiam baixas médicas na GNR

Mensagem por dragao Qua 20 Jul 2022, 23:37

DESPACHO N.º 209/22-OG/GNR, nos termos do n.º 2do art.º178.º do EMGNR
dragao
dragao
Cmdt Interino
Cmdt Interino

Masculino
Idade : 53
Profissão : gnr
Nº de Mensagens : 22390
Mensagem : Ler as Regras ajuda a compreender o funcionamento do fórum!
Meu alistamento : Já viste este novo campo no teu perfil?

Ir para o topo Ir para baixo

Em Curso Re: Comandantes de posto vigiam baixas médicas na GNR

Mensagem por dragao Qua 20 Jul 2022, 23:51

Decreto-Lei n.º 30/2017 de 22 de março

Artigo 178.º
Licença de junta médica
1 — A licença de junta médica é fixada por parecer desta e concedida pela entidade competente, de acordo com o que se encontra definido no Regulamento do Serviço de Saúde da Guarda e em normas internas desta, estabelecidas por despacho do comandante -geral.
2 — O Regulamento do Serviço de Saúde da Guarda será objeto de revisão no prazo de 90 dias a contar da data de entrada em vigor do presente decreto -lei.
dragao
dragao
Cmdt Interino
Cmdt Interino

Masculino
Idade : 53
Profissão : gnr
Nº de Mensagens : 22390
Mensagem : Ler as Regras ajuda a compreender o funcionamento do fórum!
Meu alistamento : Já viste este novo campo no teu perfil?

Ir para o topo Ir para baixo

Em Curso Re: Comandantes de posto vigiam baixas médicas na GNR

Mensagem por Guarda que anda à linha Qui 21 Jul 2022, 01:27

Isto é um círculo vicioso e uma pescadinha de rabo na boca do qual, se nada for feito, nunca mais vamos sair. E o que provocou isto, foi isto:

Até mais ou menos 2005, altura em que começou o ataque cerrado às condições de serviço e direitos dos militares e policias, nomeadamente o ataque às condições sobre os anos/tempos de serviço, percentagens para efeitos de serviço, idades de passagem à reserva e reforma. E que, através do regime transitório criado à época, “ainda” permitiu a passagem dos militares à reserva com 36 anos de serviço independentemente da idade, e, 5 anos depois, passagem à reforma sem qualquer tipo de corte e ou penalização. Situação que “ainda” durou até Setembro de 2013, data em que findou através da Lei n.º 66-B/2012 de 31 de Dezembro - Orçamento do Estado para 2013. E que, a partir daí, passou a vigorar a situação dos 55 anos de idade e 36 anos de serviço já prevista no EMGNR à data em vigor – DL 297/2009 de 14 de Outubro.

Aqueles que já eram militares da Guarda nessa altura, se repararem, provavelmente recordar-se-ão de que, naquela altura, não havia tantos militares de baixa como há hoje, não havia tantos militares em serviços moderados como há hoje, e não havia tantos militares dispensados desta ou daquela situação e deste ou daquele serviço como há hoje.

E porquê, provavelmente, estarão vocês a perguntar? Simples, porque os militares da Guarda deixavam o serviço activo mais cedo do que deixam hoje. E as mazelas, os problemas físicos o desgaste físico e psicológico inerentes às funções não se manifestavam com tanta evidência no activo, como evidentemente, depois destas alterações operadas, se vão começar a manifestar cada vez mais no serviço activo no futuro, porque os militares vão sair do activo cada vez mais tarde.

Este é o primeiro DL onde essas alterações começaram a ser feitas Decreto-Lei n.º 159/2005 de 20 de Setembro https://dre.pt/dre/detalhe/decreto-lei/159-2005-150713 e que, pasme-se, o legislador no próprio DL fazia referência a essas mesmas condições, desgaste, penosidade etc. como se pode verificar aqui:

 “No caso das forças de segurança, e em particular da Guarda Nacional Republicana, entende-se que, tendo em conta, por um lado, a especial penosidade e o desgaste que implica o desempenho das respectivas funções e, por outro, as condições físicas necessárias ao cumprimento da missão, não se justifica a mesma elevação da idade da reforma que é efectuada para a generalidade dos servidores do Estado (para 65 anos), mantendo-se a idade, já hoje vigente, de 60 anos. Justifica-se contudo a elevação do tempo de serviço usado como base do cálculo da pensão para 40 anos, como será aplicável à generalidade dos servidores do Estado.”

Como também já devem estar fartos de saber, até a própria idade de passagem à reforma aos 60 anos de idade prevista neste DL já foi varrida do mapa através deste, em 2017 https://dre.pt/dre/detalhe/decreto-lei/3-2017-105711788 ou seja, não contentes com o mal que já tinham feito aos militares da Guarda em 2005, em 2017 o machado voltou a trabalhar novamente forte e feio, no sentido e na direcção do envelhecimento dos efectivos/militares, neste caso, da Guarda.

Quando estas políticas e medidas começaram a ser implementadas e continuadas, várias foram as vozes civis, políticas e militares que, ao longo dos tempos, alertaram para os efeitos nefastos e devastadores que estas opções entretanto tomadas, iriam provocar nestas instituições em termos de envelhecimento/baixas médicas/absentismo/serviços moderados etc. dos efectivos, com resultados e efeitos altamente prejudiciais no serviço por elas prestado. Ou seja, na segurança de todos nós. Se dúvidas havia, basta olhar para o que estas instituições eram mais ano menos ano até 2005 em termos de efectivos, e o que são hoje.

E qual é que é a opção tomada para contrariar estas políticas desastrosas em que os militares vão ter de andar cada vez mais velhos no serviço activo apesar da especial penosidade e o desgaste que implica o desempenho das respectivas funções, assim como as condições físicas necessárias ao cumprimento da missão, que as próprias leis referem e diferenciam? Pois é, fiscalizar as baixas médicas.
Guarda que anda à linha
Guarda que anda à linha
Sargento-Ajudante
Sargento-Ajudante

Masculino
Idade : 56
Profissão : Funcionário publico
Nº de Mensagens : 1876
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Ir para o topo Ir para baixo

Em Curso Re: Comandantes de posto vigiam baixas médicas na GNR

Mensagem por moralez Qui 21 Jul 2022, 11:14

Ainda gostava de saber qual é a base legal para um Comandante de Posto avaliar a situação clínica de um militar...
Algo me diz que esse Despacho não vai estar em vigor por muito tempo.
moralez
moralez
Moderador
Moderador

Masculino
Idade : 38
Profissão : Militar G.N.R.
Nº de Mensagens : 6740
Mensagem : bla
Meu alistamento : 2004

Ir para o topo Ir para baixo

Em Curso Re: Comandantes de posto vigiam baixas médicas na GNR

Mensagem por rafaelcardoso Qui 21 Jul 2022, 12:55

Todos sabemos que os nosso direitos foram acatados sim, mas desses que metem baixa, pelo menos os que eu conheço, nunca os vi numa manifestação ou vontade de ir. Ponto assente. Vejo sim a publicar fotos nas redes sociais aqui e ali, essencialmente nos períodos de verão.
rafaelcardoso
rafaelcardoso
2º Sargento
2º Sargento

Masculino
Idade : 33
Profissão : Guarda Nacional Repúblicana
Nº de Mensagens : 847
Mensagem : "QVE OS MVITOS POR SER POVCOS NAM TEMAMOS"
Meu alistamento : 02-12-2010

Ir para o topo Ir para baixo

Em Curso Re: Comandantes de posto vigiam baixas médicas na GNR

Mensagem por rafaelcardoso Qui 21 Jul 2022, 12:58

Sem esquecer os que metem baixa porque estão porque por vontade própria decidiram progredir na carreira e foram colocados por imposição.
Para mim sim também temos culpa de isto chegar a este ponto!
rafaelcardoso
rafaelcardoso
2º Sargento
2º Sargento

Masculino
Idade : 33
Profissão : Guarda Nacional Repúblicana
Nº de Mensagens : 847
Mensagem : "QVE OS MVITOS POR SER POVCOS NAM TEMAMOS"
Meu alistamento : 02-12-2010

Ir para o topo Ir para baixo

Em Curso Re: Comandantes de posto vigiam baixas médicas na GNR

Mensagem por Croco Qui 21 Jul 2022, 14:13

eduardo1143 escreveu:Acho bem. 
Muitos camaradas metem baixas que todos sabemos que são fraudulentas
Alguns porque se chatearem com o comandante e para fazer birra metem baixa
Outros foram a cursos e foram parar longe de casa e bora a meter baixa para fuder os camaradas que estam no serviço 
Outros metem baixa porque sim 
República das bananas
Quem não quer trabalhar que vá para o sector privado, lá é que este pessoal está bem
Fixe
Croco
Croco
Major
Major

Masculino
Idade : 54
Profissão : Militar da GNR
Nº de Mensagens : 8326
Mensagem : "As maiores virtudes do homem são: A honestidade e a humildade"
Meu alistamento : 1991 CIP

Ir para o topo Ir para baixo

Em Curso Re: Comandantes de posto vigiam baixas médicas na GNR

Mensagem por fvalerio Qui 21 Jul 2022, 14:17

Por mim podiam entrar com 35 anos mas era para todo o lado assim como para a academia militar
fvalerio
fvalerio
Guarda Provisório
Guarda Provisório

Masculino
Idade : 35
Profissão : gnr
Nº de Mensagens : 34
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Ir para o topo Ir para baixo

Em Curso Re: Comandantes de posto vigiam baixas médicas na GNR

Mensagem por Xavi76 Qui 21 Jul 2022, 16:01

Croco escreveu:
eduardo1143 escreveu:Acho bem. 
Muitos camaradas metem baixas que todos sabemos que são fraudulentas
Alguns porque se chatearem com o comandante e para fazer birra metem baixa
Outros foram a cursos e foram parar longe de casa e bora a meter baixa para fuder os camaradas que estam no serviço 
Outros metem baixa porque sim 
República das bananas
Quem não quer trabalhar que vá para o sector privado, lá é que este pessoal está bem
Fixe
militar
Xavi76
Xavi76
Furriel
Furriel

Masculino
Idade : 45
Profissão : GRD. Infª G.N.R.
Nº de Mensagens : 406
Mensagem : ..."estou na Guarda pelo trabalho e não pelo emprego"... :-)

Meu alistamento : 04NOV02 CFP "AIP"; 29OUT04 8ºCF "EPG" e 17FEV20 7º CPCb "EG e CFFF"

Ir para o topo Ir para baixo

Em Curso Re: Comandantes de posto vigiam baixas médicas na GNR

Mensagem por Fenixx Qui 21 Jul 2022, 16:16

eduardo1143 escreveu:Acho bem. 
Muitos camaradas metem baixas que todos sabemos que são fraudulentas
Alguns porque se chatearem com o comandante e para fazer birra metem baixa
Outros foram a cursos e foram parar longe de casa e bora a meter baixa para fuder os camaradas que estam no serviço 
Outros metem baixa porque sim 
República das bananas
Quem não quer trabalhar que vá para o sector privado, lá é que este pessoal está bem

Deves ser sargento......estraga a escala é???

meu amigo há quem preciso mesmo......tu não deves ficar doente mas o carma é lixado
Fenixx
Fenixx
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 45
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 1439
Meu alistamento : 2001

Ir para o topo Ir para baixo

Em Curso Re: Comandantes de posto vigiam baixas médicas na GNR

Mensagem por eduardo1143 Qui 21 Jul 2022, 18:05

Fenixx escreveu:
eduardo1143 escreveu:Acho bem. 
Muitos camaradas metem baixas que todos sabemos que são fraudulentas
Alguns porque se chatearem com o comandante e para fazer birra metem baixa
Outros foram a cursos e foram parar longe de casa e bora a meter baixa para fuder os camaradas que estam no serviço 
Outros metem baixa porque sim 
República das bananas
Quem não quer trabalhar que vá para o sector privado, lá é que este pessoal está bem

Deves ser sargento......estraga a escala é???

meu amigo há quem preciso mesmo......tu não deves ficar doente mas o carma é lixado
Não sou sargento. Apenas um guardilha. 
Mas sim tens razão, "há quem precise mesmo". Esses que precisam representam menos de 5% das baixas que existem na nossa instituição.
Todos sabemos o que a casa gasta!
Só não vê quem não quer!!
O camarada secalhar não gostou do meu discurso, porque representa os outros 95% que metem baixa só porque sim!!!
avatar
eduardo1143
2º Sargento
2º Sargento

Masculino
Idade : 32
Profissão : militar
Nº de Mensagens : 745

Ir para o topo Ir para baixo

Em Curso Re: Comandantes de posto vigiam baixas médicas na GNR

Mensagem por Fenixx Qui 21 Jul 2022, 18:36

Nem vou comentar porque cada um sabe de si

Mas posso adiantar-lhe que em 22 anos só meti baixa uma vez porque tive de ser operado.



Boa saúde
Fenixx
Fenixx
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 45
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 1439
Meu alistamento : 2001

Ir para o topo Ir para baixo

Em Curso Re: Comandantes de posto vigiam baixas médicas na GNR

Mensagem por eduardo1143 Qui 21 Jul 2022, 18:46

Fenixx escreveu:Nem vou comentar porque cada um sabe de si

Mas posso adiantar-lhe que em 22 anos só meti baixa uma vez porque tive de ser operado.



Boa saúde
É para isso que servem as baixas! Para quando se está doente!! 
Não me viu à dizer o contrário!!
Tal como o camarada também já estive de baixa, fraturei 3 ossos! E fiquei impossibilitado de ir trabalhar! 
Simples! 
Mas tal como você, também não meto baixa, só porque sim, porque fui a um curso de livre vontade e fui parar longe de casa, porque me dói o colchão esquerdo, porque o meu comandante não gosta de mim, porque ando revoltado, porque a bitcoin está a cair a pique, porque...
avatar
eduardo1143
2º Sargento
2º Sargento

Masculino
Idade : 32
Profissão : militar
Nº de Mensagens : 745

Ir para o topo Ir para baixo

Em Curso Re: Comandantes de posto vigiam baixas médicas na GNR

Mensagem por Grandezas Qui 21 Jul 2022, 19:47

Boa tarde, 

Pelos comentários, estão os camaradas de parabéns, continuem assim a baixar a cabeça a tudo e a todos, e vão ver onde iremos parar, 

Então vocês não criticam os nossos superiores hierárquicos, que em muitos casos nem para bengala servem, quanto mais para comandar, 

A minha sorte é que, se Deus quiser já não estarei na casa quando a coisa der para o torto, 

Para justificar toda esta escrita, exemplifico através das patrulhas unipessoais a irem a ocorrências, e fico por aqui, 

Saúde para todos...
Grandezas
Grandezas
Guarda-Principal
Guarda-Principal

Masculino
Idade : 51
Profissão : Militar
Nº de Mensagens : 98

Ir para o topo Ir para baixo

Em Curso Re: Comandantes de posto vigiam baixas médicas na GNR

Mensagem por Tiago Alves Qui 21 Jul 2022, 20:39

Meus caros, isto tudo porque ou para que ? Juntas médicas ? Não servem para atestar a doença ou falta de saúde ?
E mais, gostava de ver um chefe / sargento a fazer esse relatório e o militar a ir a junta médica encomendada pelo superior ….
E ainda digo mais, isto não é novidade, apenas está escrito agora.
Tiago Alves
Tiago Alves
Furriel
Furriel

Masculino
Idade : 35
Profissão : Militar
Nº de Mensagens : 482

Ir para o topo Ir para baixo

Em Curso Re: Comandantes de posto vigiam baixas médicas na GNR

Mensagem por rafaelcardoso Qui 21 Jul 2022, 23:18

Altamente contra baixas fraudulentas. Vi um "camarada ficar doente no dia 23DEC19, só porque quando saiu a escala não lhe agradou o que lhe calhava. É destas baixas que se fala que sim devem ser alvo de escrutínio, vou mais longe ainda, só não o são já porque a maioria de nós assobia para o lado quando o dito "camarada" faz isso. Se nesses momentos o pessoal se unisse e escrevesse esse dito cujo "camarada" não o tentava novamente. Dito. E sim eu também sou culpado porque tive conhecimento de situações tristes dessas e nada fiz, mas não me incluo nos que metem baixa só porque sim.
rafaelcardoso
rafaelcardoso
2º Sargento
2º Sargento

Masculino
Idade : 33
Profissão : Guarda Nacional Repúblicana
Nº de Mensagens : 847
Mensagem : "QVE OS MVITOS POR SER POVCOS NAM TEMAMOS"
Meu alistamento : 02-12-2010

Ir para o topo Ir para baixo

Em Curso Re: Comandantes de posto vigiam baixas médicas na GNR

Mensagem por eduardo1143 Sex 22 Jul 2022, 00:02

rafaelcardoso escreveu:Altamente contra baixas fraudulentas. Vi um "camarada ficar doente no dia 23DEC19, só porque quando saiu a escala não lhe agradou o que lhe calhava. É destas baixas que se fala que sim devem ser alvo de escrutínio, vou mais longe ainda, só não o são já porque a maioria de nós assobia para o lado quando o dito "camarada" faz isso. Se nesses momentos o pessoal se unisse e escrevesse esse dito cujo "camarada" não o tentava novamente. Dito. E sim eu também sou culpado porque tive conhecimento de situações tristes dessas e nada fiz, mas não me incluo nos que metem baixa só porque sim.
Alguém que pensa como eu
Começava a sentir me sozinho
👀
avatar
eduardo1143
2º Sargento
2º Sargento

Masculino
Idade : 32
Profissão : militar
Nº de Mensagens : 745

Ir para o topo Ir para baixo

Em Curso Re: Comandantes de posto vigiam baixas médicas na GNR

Mensagem por COELHO.X Sex 22 Jul 2022, 10:11

A mim nao me preocupa minimamente, quando as meto é meramente por doença.
Realmente existe chico-espertos em todo o lado e nós (instituição)nao somos excepção.
Mas também nao me admira que controlem, tem Postos que nem efectivo para os piquetes tem e agrupa-se Postos por falta de pessoal e contínua se a assobiar para o lado, claro sobrecarga de trabalho/horário ao efectivo disponível e o pessoal não é de ferro.
COELHO.X
COELHO.X
Capitão
Capitão

Masculino
Idade : 44
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 5605
Mensagem : Passam Céleres Altivos e Impenetráveis..é a Cavalaria que Passa!
"Para ter inimigos, não precisa declarar guerras, apenas diga o que pensa..."

Martin Luther King

Meu alistamento : (1999) Século Passado!!Há pois é.


Ir para o topo Ir para baixo

Em Curso Re: Comandantes de posto vigiam baixas médicas na GNR

Mensagem por zucatruca Sex 22 Jul 2022, 11:13

Grandezas escreveu:Boa tarde, 

Pelos comentários, estão os camaradas de parabéns, continuem assim a baixar a cabeça a tudo e a todos, e vão ver onde iremos parar, 

Então vocês não criticam os nossos superiores hierárquicos, que em muitos casos nem para bengala servem, quanto mais para comandar, 

A minha sorte é que, se Deus quiser já não estarei na casa quando a coisa der para o torto, 

Para justificar toda esta escrita, exemplifico através das patrulhas unipessoais a irem a ocorrências, e fico por aqui, 

Saúde para todos...

Eu também espero não estar cá para ver!
zucatruca
zucatruca
Cabo-Chefe
Cabo-Chefe

Masculino
Idade : 53
Profissão : Militar GNR
Nº de Mensagens : 217
Mensagem : eu sei que sim
Meu alistamento : muitos anos disto.

Ir para o topo Ir para baixo

Em Curso Re: Comandantes de posto vigiam baixas médicas na GNR

Mensagem por Guarda que anda à linha Sex 22 Jul 2022, 11:51

Já se previa que isto ia acontecer, haver cada vez mais militares de baixa. Se cada vez aumentam mais os anos de serviço e retardam cada vez mais os tempos de passagem à reserva e reforma, o que é que se esperava que acontecesse, que houvesse menos militares doentes, de baixa, em serviços moderados, dispensados deste ou daquele serviço por motivo de saúde? Claro que cada vez vão haver mais situações destas, ou ainda têm dúvidas?

Sabem quando é que havia menos? Havia menos situações destas há uns anos atrás porque os militares iam embora mais cedo, ou seja já iam ter os problemas de saúde que o desgaste dos anos de serviço lhes provocou, em casa.

Mas atenção, já houve muita gente da sociedade civil, e militar que alertou pra isto, dos efeitos nefastos e devastadores que os aumentos dos tempos/anos de serviço e retardar cada vez mais as saídas iriam provocar nos efectivos e nas instituições. Mas, ainda continuam a assobiar para o lado até ao dia em que isto partir totalmente.

Se numa profissão onde raramente é a semana ou dia que um militar da Guarda não é agredido ou ferido em serviço, se aos militares da Guarda acontece isto: https://visao.sapo.pt/atualidade/sociedade/2022-03-29-31-policias-da-psp-e-gnr-perderam-a-vida-em-servico-desde-2000-estas-sao-historias-que-dao-rosto-aos-numeros/?utm_source=copy_paste e isto: https://visao.sapo.pt/atualidade/sociedade/2021-11-25-o-que-se-passa-nas-policias-taxa-de-suicidios-e-mais-do-dobro-da-populacao-geral/ Se além disto e associado à missão da Guarda e aos militares da Guarda estão sempre presentes entre outras, questões e palavras como estas: permanente disponibilidade para o serviço, deveres especiais, perigo, risco, desgaste, penosidade, condições físicas para o desempenho da missão etc. E se, como se não bastasse, associado a isto, há cada vez mais situações em que os militares estão de patrulha sozinhos. Têm de se juntar um de um posto com outro de outro posto para tomar conta das ocorrências todas de um Destacamento. Em que, por falta de efectivos tem de se fazer mais noites, e os períodos entre patrulhas são cada vez mais curtos. Com tudo isto associado o que é que acham que vai acontecer cada vez mais, que os militares da Guarda há medida que os anos vão passando, vão estar cada vez mais saudáveis e haver cada vez menos militares de baixa?

Esta situação, de vigiar as baixas médicas, em vez de se ir à raiz do problema e verificar porque é que cada vez mais há mais baixas médicas (e que eu não tenho dúvidas nenhumas de quais são as causas) aparentemente, já está a surgir como uma fuga para a frente e como um acto de desespero. E que é, tentar arranjar solução para o problema que o desleixo e o desprezo a que as instituições militares e policiais têm sido sujeitas de há uns anos para cá. Digamos que é como que o estrebuchar do morto.
Guarda que anda à linha
Guarda que anda à linha
Sargento-Ajudante
Sargento-Ajudante

Masculino
Idade : 56
Profissão : Funcionário publico
Nº de Mensagens : 1876
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Ir para o topo Ir para baixo

Em Curso Re: Comandantes de posto vigiam baixas médicas na GNR

Mensagem por tonirocha Sex 22 Jul 2022, 20:01

Porque é que o Sr. Sargento e o Sr. Oficial raramente mete baixa? não são humanos como os outros? fica a questão.... Wink
avatar
tonirocha
Cabo-Mor
Cabo-Mor

Masculino
Idade : 42
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 341
Meu alistamento : 1997

Ir para o topo Ir para baixo

Em Curso Re: Comandantes de posto vigiam baixas médicas na GNR

Mensagem por zucatruca Sex 22 Jul 2022, 20:54

tonirocha escreveu:Porque é que o Sr. Sargento e o Sr. Oficial raramente mete baixa? não são humanos como os outros? fica a questão.... Wink
Não se trata de classes mas sim de funções, o patrulheiro é o único que se faltar vai fazer falta. Se o o cmdt/ de destacamento o comandante de Posto ou um Guarda afeto a serviço não operacional não vier trabalhar,  a escala não altera, ninguém dá pela falta. Mas se um patrulheiro meter baixa, já está tudo f... e com a falta de efetivos que existe ainda é pior. Mas esta situação apenas se passa nos Posto territoriais, pois no resto não há falta de efetivos.
Ou seja se o Tcoronel X da SOTRP ou de outra xafarica qualquer meter baixa, a Guarda rola na mesma... mas se for um patrulheiro a meter baixa... a escala fica logo todo F....da, quando nós sabemos que existem Postos territoriais com 5, 6, 7, 8 elementos, e a falta de um faz toda a diferença. Todos os cmdts têm quem os substitua, o patrulheiro não tem. Porque senão vejam, há sargentos a comandar três (3) Postos ao mesmo tempo!
zucatruca
zucatruca
Cabo-Chefe
Cabo-Chefe

Masculino
Idade : 53
Profissão : Militar GNR
Nº de Mensagens : 217
Mensagem : eu sei que sim
Meu alistamento : muitos anos disto.

Ir para o topo Ir para baixo

Em Curso Re: Comandantes de posto vigiam baixas médicas na GNR

Mensagem por Guarda que anda à linha Sex 22 Jul 2022, 21:18

tonirocha escreveu:Porque é que o Sr. Sargento e o Sr. Oficial raramente mete baixa? não são humanos como os outros? fica a questão.... Wink

Também há outra questão em relação a estas duas categorias profissionais que podemos fazer e que é: Quantos militares da categoria profissional de oficiais e de sargentos é que foram agredidos, feridos, e mortos em serviço desde por exemplo o ano 2000 até hoje, assim como, quantos militares da categoria profissional de oficiais e de sargentos é que se suicidaram desde o ano 2000 até hoje?
Guarda que anda à linha
Guarda que anda à linha
Sargento-Ajudante
Sargento-Ajudante

Masculino
Idade : 56
Profissão : Funcionário publico
Nº de Mensagens : 1876
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Ir para o topo Ir para baixo

Em Curso Re: Comandantes de posto vigiam baixas médicas na GNR

Mensagem por Ice Dom 24 Jul 2022, 23:46

Guarda que anda à linha escreveu:


Também há outra questão em relação a estas duas categorias profissionais que podemos fazer e que é: Quantos militares da categoria profissional de oficiais e de sargentos é que foram agredidos, feridos, e mortos em serviço desde por exemplo o ano 2000 até hoje, assim como, quantos militares da categoria profissional de oficiais e de sargentos é que se suicidaram desde o ano 2000 até hoje?


Esta é forte...

militar
Ice
Ice
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 48
Profissão : Militar das forças de segurança
Nº de Mensagens : 1499
Mensagem : Sei que pareço um ladrão
Mas há muitos que eu conheço
Que não parecendo o que são
São aquilo que pareço!

Ir para o topo Ir para baixo

Em Curso Re: Comandantes de posto vigiam baixas médicas na GNR

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Ir para o topo Ir para baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir para o topo

- Tópicos semelhantes