Polícia única e extinção do SEF, ASAE e ANSR voltam ao debate

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Em Curso Polícia única e extinção do SEF, ASAE e ANSR voltam ao debate

Mensagem por Croco em Sab 27 Jan 2018, 19:24

Polícia única e extinção do SEF, ASAE e ANSR voltam ao debate
Dez anos depois da criação do "superpolícia", os dois magistrados que ocuparam o cargo revelam as fragilidades da função, principalmente a sua falta de autoridade

Antero Luís e Mário Mendes, ambos magistrados que lideraram o Sistema de Segurança Interna (SSI), criticam a falta de autoridade do secretário-geral do SSI, conhecido por "superpolícia", na articulação das forças e serviços de segurança e defendem alterações à organização desta superstrutura de coordenação.

"A panóplia de agentes que o compõem, as competências diferentes e concorrentes que encetam e as culturas organizacionais necessariamente distintas que as caracterizam, são alguns dos fatores que tornam o atual modelo pesado e disfuncional desenhado apenas para situações de crise", salientou o juiz desembargador Antero Luís numa recente intervenção na Academia Militar, onde defendeu que "o atual sistema carece de ser clarificado, aprofundado e otimizado".

Mário Mendes, juiz conselheiro jubilado, que "inaugurou" o cargo em 2008, lamenta que as polícias nunca tenham aceite bem o tipo de coordenação ainda arquitetada por António Costa, quando foi ministro da Administração Interna e que o SSI não possa assim cumprir os seus objetivos.

"A escolha do modelo atual foi essencialmente determinada por uma opção previa de constituição de um sistema de coordenação que não provocasse rutura com o modelo organizativo vigente das forças e serviços de segurança" recorda. " Teria sido a boa escolha se os altos responsáveis dessas mesmas forças e serviços de segurança aceitassem na prática o modelo de coordenação escolhido pelo legislador, enquanto modelo destinado a uma maior e melhor garantia da segurança dos cidadãos", sublinha. "Não sendo o caso, o Sistema de Segurança Interna não pode cumprir a missão para a qual foi criado, razão que poderá determinar a necessidade de uma outra opção, para a qual seria necessário um amplo consenso político-partidário", adverte.

O conselheiro, que recentemente presidiu à comissão que definiu a fórmula de cálculo das indemnizações ás vítimas dos incêndios, entende que, apesar da regular descida da criminalidade do país e de Portugal ser o terceiro país mais seguro do planeta (segundo os últimos dados do Índice de Paz Global), não é motivo para deixar tudo igual na organização do SSI.

"É ótimo para o País que assim seja mas não podem em circunstancia nenhuma todos os responsáveis pela segurança interna deixar de ter presente que a imprevisibilidade dos fenómenos que afetam a segurança impõe que se não descuide a prevenção, que se promova a rápida troca de informação e que exista uma estrutura de coordenação eficiente. As catástrofes de junho e outubro de 2017 deviam obrigar a uma reflexão.", assevera.

Quando deixou o cargo, Mário Mendes não escondeu, logo na altura, o seu desconforto com a falta de autoridade para a coordenação policial.

Polícia Única
A intervenção de Antero Luís, que foi secretário-geral do SSI entre 2011 e 2014 e diretor do SIS (2005-2011) agitou a plateia, composta essencialmente por polícias e militares, principalmente quando indicou possíveis soluções para ultrapassar os "constrangimentos" existentes, como a extinção do SEF, da ANSR e da ASAE e a integração dos seus quadros na PJ, PSP e GNR, ou mesmo a criação de uma Polícia Nacional única.

Em registo de balanço de um SSI, que este ano completa uma década, Antero Luís lembrou que "hoje o sistema mantém pontos críticos e disfuncional idades identificados já em 2006, no estudo do Instituto Português de Relações Internacionais (IPRI)", que deu origem à Lei de Segurança Interna, em 2008: "multiplicidade de atores e tutelas, sobreposição de competências materiais e territoriais e prevalência da valência reativa sobre a valência pró-ativa ou preventiva".

Sistematizou três cenários "alternativos" para o futuro. O primeiro seria a "manutenção do atual sistema, como melhorias e correções". Neste caso o secretário-geral teria "maior autoridade". Para isso, a "nomeação dos dirigentes máximos das forças e serviços de segurança deve ser precedida de audiência do secretário-geral". Desta forma, entende o desembargador, haverá "um maior envolvimento do órgão nas escolhas e decisões políticas para as designações de alto nível nas FSS, o que, consequentemente, originará uma outra autoridade no relacionamento com as direções e comandos". Para reforçar o papel do SSI na partilha de informação, Antero Luís sugere também a integração neste gabinete do Centro Nacional de Cibersegurança e do Conselho Nacional de Coordenação Marítima.

Uma segunda hipótese, seria "explorar os pontos fortes do modelo atual e avançar para um sistema mais ágil", com fusões e extinções de serviços. Os pilares do sistema seriam a PJ, a PSP e a GNR que integrariam os quadros e as competências do SEF, da ANSR e da ASAE. No caso do SEF, os inspetores de investigação criminal transitariam para a Judiciária, o controlo de fronteiras e emissão de passaportes para a PSP e GNR. A ASAE e a ANSR seriam fundidas com a PSP e GNR.

Por último, um cenário, a criação de uma Polícia Nacional, a qual, "a ser encarada, deverá ser apontada para um prazo temporal de não menos de 10 anos". Antero Luís reconhece que essa solução "carece de grandes investimentos e mudanças ao nível de recursos materiais e financeiros", mas permitiria erradicar "competições e conflitos institucionais" e "otimizar os recursos existentes em cada uma das polícias". GNR, PSP, PJ e SEF seriam uma única estrutura policial "que deveria depois articular-se de forma estratégica e tática com a Justiça, os Serviços de Informações e as Forças Armadas.

Contactado pelo DN, o desembargador não quis revelar qual o cenário que escolheria. "Limitei-me a apresentar soluções alternativas", justifica. Contactado também o gabinete do primeiro-ministro, que tutela o SSI, em relação a possíveis alterações à coordenação das polícias e ao reforço de poderes do SSI, previstos no programa de governo, não respondeu.
https://www.dn.pt/portugal/interior/policia-unica-e-extincao-do-sef-asae-e-ansr-voltam-ao-debate-9077788.html
avatar
Croco
Major
Major

Masculino
Idade : 50
Profissão : Militar da GNR
Nº de Mensagens : 8041
Mensagem : "As maiores virtudes do homem são: A honestidade e a humildade"

Meu alistamento : 1991 CIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Polícia única e extinção do SEF, ASAE e ANSR voltam ao debate

Mensagem por dragao em Sab 27 Jan 2018, 20:25

Dado o estado atual das forças e serviços de segurança, concordo com a criação de uma "Policia Única".
Para além de proporcionar uma força mais dinâmica/operacional, o estado a longo prazo iria poupar milhões de euros...
avatar
dragao
Cmdt Interino
Cmdt Interino

Masculino
Idade : 49
Profissão : gnr
Nº de Mensagens : 20209
Mensagem : Ler as Regras ajuda a compreender o funcionamento do fórum!
Meu alistamento : Já viste este novo campo no teu perfil?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Polícia única e extinção do SEF, ASAE e ANSR voltam ao debate

Mensagem por Pinto da Costa em Sab 27 Jan 2018, 20:56

militar palmas mt bem   e depois as quintas e as equivalências de postos e suas mordomias HeeHeeHee
avatar
Pinto da Costa
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 49
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 1251
Meu alistamento : 1991 Guarda Fiscal


Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Polícia única e extinção do SEF, ASAE e ANSR voltam ao debate

Mensagem por Guarda que anda à linha em Sab 27 Jan 2018, 21:34

https://www.dn.pt/portugal/interior/inspetores-do-sef-avancam-para-greve-geral-8684463.html

http://expresso.sapo.pt/sociedade/2017-10-09-ASAE.-Sindicato-fala-em-80-de-adesao-a-greve

https://www.rtp.pt/noticias/pais/inspetores-da-pj-terminam-greve-as-horas-extraordinarias_v713063

https://www.jn.pt/nacional/interior/quantidade-de-sindicatos-ameaca-acao-da-psp-9016893.html

E depois de meterem esta rapaziada toda dentro do mesmo saco com a GNR como é que é, todos passariam a ter direito a fazer greve?

E sindicatos. Quantos é que passaria a haver, muitos? E dias de folga para os sindicalistas desenvolverem a atividade sindical que, ao que parece, só para a PSP que tem 15 sindicatos, em 2017 houve trinta mil folgas  https://www.publico.pt/2017/12/31/sociedade/noticia/mais-de-30-mil-folgas-na-psp-ao-servico-dos-sindicatos-1797729 Depois de estar tudo metido no mesmo saco quantos sindicatos é que passaria a haver, 50? E folgas para o pessoal associativo, em vez de trinta mil, quantas é que passaria a haver, sessenta ou setenta mil por ano?

E no meio de tanta greve e de tanta folga, depois quem é que zelava pela nossa segurança?
avatar
Guarda que anda à linha
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 52
Profissão : Funcionário publico
Nº de Mensagens : 1220
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Polícia única e extinção do SEF, ASAE e ANSR voltam ao debate

Mensagem por Raí em Sab 27 Jan 2018, 22:51

Pinto da Costa escreveu:militar palmas mt bem   e depois as quintas e as equivalências de postos e suas mordomias HeeHeeHee
Concordo plenamente!!!!!

_____________________________________________

avatar
Raí
Sargento-Ajudante
Sargento-Ajudante

Masculino
Idade : 45
Profissão : Militar da G.N.R
Nº de Mensagens : 1569
Mensagem : Antes de me criticares tenta superar-me
Meu alistamento : 1995

http://www.g-sat.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Polícia única e extinção do SEF, ASAE e ANSR voltam ao debate

Mensagem por ORY em Dom 28 Jan 2018, 01:11

OS velhos do restelo já ai andam com medo do bicho papao que é a Policia Unica... eu das 3 opçoes da noticia perfiro a 3 opçao da Policia Nacional, na minha opiniao deveria ser feito um projecto piloto num qualquer distrito do Pais, e afinar bem a máquina para dps passar para todo o territorio nacional. Quanto aos velhos do restelo só vos digo que com vontade tudo se consegue e se ultrapassa, chega de clubismos e de fanatismos ridiculos, juntos somos muito mais fortes.

ORY
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 33
Profissão : Policia Psp
Nº de Mensagens : 1146
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Polícia única e extinção do SEF, ASAE e ANSR voltam ao debate

Mensagem por emascout em Dom 28 Jan 2018, 12:24

Não percebo a inclusão da ANSR....
Visto que são apenas uma entidade administrativa!!!!
avatar
emascout
Cabo-Mor
Cabo-Mor

Masculino
Idade : 37
Profissão : gnr
Nº de Mensagens : 353
Mensagem : o melhor serviço é aquele que fica feito....
Meu alistamento : 2006
2º CPIFF
CPCB 09/10

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Polícia única e extinção do SEF, ASAE e ANSR voltam ao debate

Mensagem por NIC em Dom 28 Jan 2018, 18:18

emascout escreveu:Não percebo a inclusão da ANSR....
Visto que são apenas uma entidade administrativa!!!!


Na realidade até é isso que acontece mas no papel têm funções  de fiscalização. Existiam antigamente operações em que os mesmos se faziam representar com dois ou três inspetores. ..
avatar
NIC
2º Sargento
2º Sargento

Masculino
Idade : 51
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 787
Meu alistamento : 1990

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Polícia única e extinção do SEF, ASAE e ANSR voltam ao debate

Mensagem por BlackOps em Dom 28 Jan 2018, 23:08

eu sempre fui contra... mas infelizmente com o passar dos anos vejo que isto não tem maneira de melhorar... nem para nós nem para ninguém... por isso acho que neste momento seja a melhor e única maneira de abanar o sistema ....
mas como sempre as Quintas vão falar mais alto!!! e não iremos sair a cepa torta...não vejo nenhum partido com coragem para avançar com uma discussão séria sobre o assunto... a não ser que apareça por ai um daquelas petições on line para obrigar o parlamento a discutir o assunto.... assunto que irá dar para muito rempo de discussão e reuniões e discussões e reuniões... e no fim provavelmente nada!!!
mas volto a frisar que talvez seja mesmo a única maneira de melhorar.
em relação ao artigo acho que se esqueceram de incluir a policia maritima
avatar
BlackOps
Furriel
Furriel

Masculino
Idade : 39
Profissão : MILITAR GNR
Nº de Mensagens : 472
Mensagem : SI VIS PACEM PARA BELLUM

Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Polícia única e extinção do SEF, ASAE e ANSR voltam ao debate

Mensagem por mimsy em Seg 29 Jan 2018, 14:59

Acho que nunca irá acontecer....iriam desaparecer demasiados "poleiros"...o que faziam a tantos generais, diretores, coronéis?...
Existem unidades que agora já têm pirâmides hierárquicas invertidas...o que seria se só existisse uma polícia? Só um Cmdt geral/diretor? Só um 2º Cmdt geral?..etc...
No distrito de Lisboa, por exemplo, existem um cmdt da gnr e outro da psp..passaria a existir só um? E quem seria? Um gnr...um PSP?...
Acredito mais que seja formada mais uma polícia!
avatar
mimsy
2º Sargento
2º Sargento

Masculino
Idade : 37
Profissão : Militar GNR
Nº de Mensagens : 816
Meu alistamento : AIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Polícia única e extinção do SEF, ASAE e ANSR voltam ao debate

Mensagem por Maldisposto em Seg 29 Jan 2018, 15:21

O problema penso que reside do facto de  actualmente todas as forças policiais querem o protagonismo,  há competências e valências em duplicado. Resultado! Atropelam-se mutuamente para ver quem chega primeiro, os mídia dão uma ajudinha! 
Ao longo dos anos vários e sucessivos governos permitiram isto tipo de coisas.Hoje, temo que seja impossível inverter a situação pelo que a fusão das forças policiais será uma alternativa a curto prazo para eliminar este tipo de situações e outros conflitos entre forças policiais.
avatar
Maldisposto
Furriel
Furriel

Masculino
Idade : 56
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 431
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Polícia única e extinção do SEF, ASAE e ANSR voltam ao debate

Mensagem por Gif em Seg 29 Jan 2018, 16:07

Lá está, o grande mal é haver duplicação de funções e de meios, que leva a desorganização em vez de ser o contrário. É coisa que não entendo.
Porque o facto de haver duas ou mais policias com a mesma função, leva a que cada uma faça as coisas À sua maneira, e posso dar um exemplo, a divisão de transito da psp, divulga todos os meses, o que é estipulado na alinea 2 do artigo 16 do D.L. 207/2005, a gnr já não faz. E este é só um exemplo. há mais.

Depois a duplicação de meios impede a boa gestão deles, por exemplo, numa necessidade de viaturas, em que uma das policias tem uma viatura disponível, mas não a pode dispensar para um outro sitio onde faz falta porque é de uma policia diferente, ou seja, seria estranho a psp andar numa viatura da gnr e visse versa. No caso de uma policia única, este tipo de gestão seria mais fácil e menos onerosa.
Reduzia-se os conflitos entre as policias , como caso de quem é que investiga quem, como foi noticia à pouco tempo.
É verdade que depois acabavam muitos panelões, mas o estado até precisa de reduzir pessoal e despesa. O que é preciso é coragem política, coisa que escasseia em portugal.
avatar
Gif
Cabo-Chefe
Cabo-Chefe

Masculino
Idade : 40
Profissão : tratorista
Nº de Mensagens : 292
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Polícia única e extinção do SEF, ASAE e ANSR voltam ao debate

Mensagem por Guarda que anda à linha em Seg 29 Jan 2018, 18:22

As opiniões valem o que valem e têm ainda mais ou menos valor de acordo com o momento ou o timing em que são produzidas. No caso/artigo em apreço, estes dois senhores, um já jubilado, ambos   lideraram o Sistema de Segurança Interna (SSI) conhecido por "super polícia". A pergunta que se impõem é: Porque é que não defenderam esta opinião (policia única) enquanto desempenhavam o cargo e só a vem defender agora depois de o abandonar?

Outra questão não menos importante que também se pode colocar é: afinal para que é que serve o SSI conhecido por "super policia"?
avatar
Guarda que anda à linha
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 52
Profissão : Funcionário publico
Nº de Mensagens : 1220
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Polícia única e extinção do SEF, ASAE e ANSR voltam ao debate

Mensagem por Gif em Seg 29 Jan 2018, 19:20

Simples, é mais um tacho, ou panela, ou até mesmo caldeirão Wink
avatar
Gif
Cabo-Chefe
Cabo-Chefe

Masculino
Idade : 40
Profissão : tratorista
Nº de Mensagens : 292
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Polícia única e extinção do SEF, ASAE e ANSR voltam ao debate

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares