Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Admin Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Cmdt Geral em Qua 04 Ago 2010, 14:38

Relembrando a primeira mensagem :


Ao longo dos tempos temos assistidos à partida de camaradas/colegas desta nossa profissão por vontade própria.


O suicídio nas Forças de Segurança.


Tenho a impressão que o número de suicídios têm vindo a aumentar nos últimos anos. Questão:

Porquê?


Infelizmente não sei a resposta a esta pergunta, mas podemos tentar restringir os factores e os contextos em que estes acontecem!

Problemas familares? Problemas económicos? Problemas profissionais? Um pouco de todos?

Após tentarmos identificar as possíveis causas, levanta-se a pergunta:


O que fazer para prevenir?


Que sinais podemos verificar num camarada com essas tendências? Como identificar os sinais? Como ajudar?


E nós? Estaremos nós a precisar de ajuda? Como fazer uma introspecção?






Convido todos os membros deste fórum a participarem nesta discussão, de preferência fundamentando o melhor possível as suas opiniões ou posições. Evitem o simples uso de smillies ou de expressões não desenvolvidas. O assunto é sério - tratêmo-lo como tal.


CG


Última edição por Cmdt Geral em Qua 04 Ago 2010, 16:07, editado 11 vez(es)
Cmdt Geral
Cmdt Geral
Administrador
Administrador

Masculino
Idade : 69
Profissão : Militar da Guarda Nacional Republicana
Nº de Mensagens : 5516
Mensagem : Ler as Regras ajuda a compreender o funcionamento do fórum!
Meu alistamento : Já viste este novo campo no teu perfil?

http://forumgnr.virtuaboard.com

Voltar ao Topo Ir em baixo


Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Croco em Sab 14 Maio 2016, 13:42

Cuidar de quem cuida de nós
Governos não tiveram sensibilidade para polícias.


14.05.2016 01:45 Polícias sem condições de trabalho e de vida, dominados por um sentimento de injustiça por parte do Estado, são um verdadeiro barril de pólvora para si próprios e para a sociedade. Este não é o retrato geral da PSP e GNR, mas quando há 15 mil polícias a necessitar de apoio psicológico temos aí o sintoma de uma grave doença que ameaça gangrenar o Estado de Direito.

Os sucessivos governos não têm tido a melhor sensibilidade para lidar com os pilares essenciais do poder de Estado, concentrados nos ministérios da Administração Interna e da Justiça, e muito menos com os homens e mulheres que os servem. Umas vezes, o modelo de organização das polícias é o mero joguete de um eleitoralismo inaceitável.

Outras, concentram-se nas forças policiais todas as tensões partidárias de luta intestina pelo poder.

Com poucas exceções, a relação dos dirigentes políticos com as polícias tem sido de ignorância quanto aos reais problemas das pessoas que as servem.

Em quarenta anos de democracia fica mais a generosidade de quem garante a segurança de todos nós do que a competência política de quem decide sobre a vida desses homens e mulheres. Já era tempo de equilibrar os pratos da balança e cuidar mais e melhor de quem cuida de nós.
http://www.cmjornal.xl.pt/opiniao/editoriais/detalhe/cuidar_de_quem_cuida_de_nos.html
Croco
Croco
Major
Major

Masculino
Idade : 51
Profissão : Militar da GNR
Nº de Mensagens : 8118
Mensagem : "As maiores virtudes do homem são: A honestidade e a humildade"
" H.P. ; J.G. ; .F.A., ajudem aqui os camaradas a tirar dúvidas, vocês são dos melhores que conheci"
Meu alistamento :
1991 CIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Croco em Qua 04 Jan 2017, 18:19

País
Falta de rastreios de saúde agrava risco de suicídio na PSP e GNR
03.01.2017 15h42
A falta de rastreios de saúde pode estar a aumentar o risco de suicídio na PSP e na GNR. A denúncia é feita pelas associações de profissionais da Guarda e da Polícia. Em 2015, houve 12 suicídios entre elementos das forças de segurança: sete na PSP e cinco na GNR.
Look VÍDEO http://sicnoticias.sapo.pt/pais/2017-01-03-Falta-de-rastreios-de-saude-agrava-risco-de-suicidio-na-PSP-e-GNR
Croco
Croco
Major
Major

Masculino
Idade : 51
Profissão : Militar da GNR
Nº de Mensagens : 8118
Mensagem : "As maiores virtudes do homem são: A honestidade e a humildade"
" H.P. ; J.G. ; .F.A., ajudem aqui os camaradas a tirar dúvidas, vocês são dos melhores que conheci"
Meu alistamento :
1991 CIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por CARI2013 em Qua 04 Jan 2017, 23:39

http://www.uc.pt/fluc/nicif/riscos/Documentacao/Territorium/T19_artg/T19_NNR_01.pdf
CARI2013
CARI2013
Sargento-Mor
Sargento-Mor

Masculino
Idade : 37
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 2860
Mensagem : «Uma das maiores subtilezas da arte militar é nunca levar o inimigo ao desespero.»
(Michel de Montaigne)
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Pinto da Costa em Qui 05 Jan 2017, 10:52

CARI2013 escreveu:http://www.uc.pt/fluc/nicif/riscos/Documentacao/Territorium/T19_artg/T19_NNR_01.pdf

  Excelente documento e bem elucidativo, não deixem de ler militar
Pinto da Costa
Pinto da Costa
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 51
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 1266
Meu alistamento : 1991 Guarda Fiscal


Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por toinojaquim em Qui 05 Jan 2017, 11:38

"plano de prevenção ao suicídio nas forças de segurança" depois desta frase estão 14 tópicos que concordo plenamente mas ainda nenhum foi posto em prática!
toinojaquim
toinojaquim
Furriel
Furriel

Masculino
Idade : 41
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 446
Mensagem : " As massas nunca se elevam ao padrão do seu melhor membro, pelo contrário, degradam-se ao nível do pior"
Meu alistamento : 2003 Portalegre


Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por PINTAROLAS em Qui 05 Jan 2017, 13:36

Pinto da Costa escreveu:
CARI2013 escreveu:http://www.uc.pt/fluc/nicif/riscos/Documentacao/Territorium/T19_artg/T19_NNR_01.pdf

  Excelente documento e bem elucidativo, não deixem de ler militar
Assim farei.
militar

_____________________________________________
Regras
Utilizadores com acessos especiais
Posto Virtual/Expediente
Facebook Fórum GNR
UTILIZAR FUNÇÃO "BUSCAR"
Linha de Apoio Psicossocial 800962000
Wink
PINTAROLAS
PINTAROLAS
Moderador
Moderador

Masculino
Idade : 40
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 7922

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Croco em Ter 31 Jan 2017, 22:36

Estudo propõe reforço de psicólogos e psiquiatras na PSP e GNR

Hoje às 22:02, atualizado às 22:03
Um reforço de psicólogos e psiquiatras na PSP e GNR para permitir um acompanhamento de proximidade é uma das medidas propostas no estudo "Prevenção do suicídio e comportamentos autolesivos nas forças de segurança" apresentado esta terça-feira.

O estudo, encomendado pelo Ministério da Administração Interna (MAI) ao psiquiatra Jorge Costa Santos, propõe um reforço dos recursos técnicos da PSP e GNR que visem ampliar o apoio psicológico e psiquiátrico de proximidade, uma vez que "a especificidade das funções dos elementos das forças de segurança justifica um apoio diferenciado e a melhoria de condições dos técnicos".

"A existência de psicológicos e psiquiatras é importante, porque conhecem a especificidade das funções destes militares e agentes e facilita muito a intervenção", disse aos jornalistas Jorge Costa Santos.

Na PSP, existem psicólogos em 16 dos 20 comandos, enquanto na GNR o número é mais reduzido.

O estudo propõe igualmente a revisão das medidas cautelares de desarmamentos, tendo em conta que os agentes da PSP que se suicidaram entre 2007 e 2015 utilizaram a arma de serviço, mas há registo de militares da GNR que usaram a arma pessoal.

A divulgação dos resultados dos rastreios periódicos e aleatórios do consumo de álcool e de substâncias psicotrópicas aos serviços médicos e de saúde mental e a criação de uma equipa multidisciplinar que monitorize os casos de absentismo prolongado são outras medidas propostas.

Para prevenir o suicídio nas forças de segurança, Jorge Costa Santos defende que os elementos da PSP e da GNR devem ser selecionados criteriosamente e reavaliados periodicamente, além de os sensibilizar para os problemas de saúde mental, desde a incorporação.


Segundo o estudo, deve também ser feita uma reavaliação dos efetivos da PSP e da GNR após dez anos de serviço.

Para prevenir o suicídio nas forças de segurança, Jorge Costa Santos defende que os elementos da PSP e da GNR devem ser selecionados criteriosamente e reavaliados periodicamente, além de os sensibilizar para os problemas de saúde mental, desde a incorporação.

Assegurar uma resposta imediata aos pedidos de ajuda, aumentar o controlo aleatório de álcool e substâncias psicotrópicas e reforçar a articulação entre serviços médicos, psicológicos e psiquiátricos e de apoio social são outros pontos de prevenção.
De acordo com o autor do estudo, os elementos das forças de segurança têm "maior dificuldade em admitir problemas psicológicos e desenvolvem competências para mascarar os sinais e sintomas de perturbação".

Jorge Costa Santos afirmou ainda que "o consumo de álcool associado a depressão e 'stress' crónico representa a tríade mais comum nos suicídios consumados" na PSP e GNR, além de serem ainda fatores relevantes "a cultura policial, exposição à violência e o uso de armas".

O estudo, elaborado no âmbito do grupo de trabalho de prevenção do suicídio nas forças de segurança, foi apresentado no MAI.
Entre 2007 e 2015, suicidaram-se 51 militares da GNR e 38 agentes da PSP, sendo os anos com maior número 2008 (12) e 2015 (15).

Em 2016, suicidaram-se dois agentes da PSP e dois militares da GNR.

Durante a apresentação do estudo, a secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna, Isabel Oneto, afirmou aos jornalistas que a PSP e a GNR vão atualizar os atuais planos de prevenção do suicídio.

http://www.jn.pt/nacional/interior/estudo-propoe-reforco-de-psicologos-e-psiquiatras-na-psp-e-gnr-5640252.html
Croco
Croco
Major
Major

Masculino
Idade : 51
Profissão : Militar da GNR
Nº de Mensagens : 8118
Mensagem : "As maiores virtudes do homem são: A honestidade e a humildade"
" H.P. ; J.G. ; .F.A., ajudem aqui os camaradas a tirar dúvidas, vocês são dos melhores que conheci"
Meu alistamento :
1991 CIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por dragao em Ter 31 Jan 2017, 22:41

ok1
dragao
dragao
Cmdt Interino
Cmdt Interino

Masculino
Idade : 51
Profissão : gnr
Nº de Mensagens : 21197
Mensagem : Ler as Regras ajuda a compreender o funcionamento do fórum!
Meu alistamento : Já viste este novo campo no teu perfil?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin SUICÍDIOS NA GNR

Mensagem por Nelson Fernandess em Sex 05 Maio 2017, 22:52

SUICÍDIOS NA GNR
Os profissionais das forças e serviços de segurança, e em particular os militares da Guarda Nacional Republicana por inerência das suas funções, em regra estão sujeitos a elevados níveis de stress, pelo que naturalmente constituem um grupo de risco em matéria de prevenção de suicídios.
Cada vez que um militar da GNR, no âmbito das suas funções, intervém em situações de morte violenta, violação, acidentes de viação de que resultam feridos graves ou mortes, agressões ou alterações da ordem pública, etc, irá necessariamente “embeber” um pouco do drama humano que gira em torno deste género de eventos. As suas funções obrigam-no a intervir em situações de conflito, lidando de perto com as piores facetas do ser humano. Ele tem de arriscar a sua vida para proteger a vida dos outros, estando sujeito a austeros horários de trabalho por turnos que não lhe permitem descansar convenientemente. Em grande parte das situações o mesmo militar está afastado da família, e muitas vezes presta serviço em postos degradados, tendo que trabalhar com viaturas e materiais em mau estado, sendo também muitas vezes alvo de pressão por parte das chefias para levantar autos em grande número. Os casos de abuso de poder e as pressões exercidas pelos superiores hierárquicos, vulgo comandantes, causam agravamento de patologias já existentes.
As aspirações de progressão na carreira profissional são de certa forma “castradas” pela tutela, ao obrigar os militares das classes mais baixas a aguardarem perto de 20 anos para ascender de posto, (quando o Estatuto que os rege prevê menos de metade desse tempo para o efeito), gerando forte frustração profissional e desanimo.
A vida pessoal do militar é bastante afetada por todas estas situações, que, juntamente aos restantes problemas que afetam os demais cidadãos portugueses, fazem dos militares da GNR um grupo de risco em matéria de suicídio, com a peculiaridade de estes terem quase sempre à mão um método letal de cometimento do suicídio, a arma de serviço.
Apesar do recente estudo encomendado pelo MAI referir que os 89 profissionais da PSP e GNR que se suicidaram entre 2007 e 2015 tinham como perfil comum problemas pessoais ou familiares, e que esta seria a principal causa para o cometimento dos suicídios. No nosso entender, a vida pessoal e familiar dos militares da GNR é bastante influenciada pela especificidade da nossa profissão, não sendo correto que se tirem elações de que as situações que levam ao cometimento do suicídio não estejam diretamente interligadas com o serviço do dia-a-dia dos militares da GNR.
Mais do que apontar o dedo à procura de responsabilidades, o mais importante é tentar resolver os problemas e atacar as suas causas. Para além do protocolo assinado entre o MAI e o Ministério da Saúde para a criação de uma via verde nos hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS), para os elementos da PSP e da GNR em risco de suicídio, e do estudo realizado para avaliar as causas do suicídio nas forças de segurança, dever-se-ia também fazer os possíveis por proporcionar a todos os militares da GNR, que, para além dos exames a que são regularmente submetidos a titulo de medicina preventiva, fossem também avaliados por psicólogos.
O aumento do número de protocolos entre a SAD GNR e clínicos na área de psicologia/psiquiatria por todo o país iria facilitar bastante o acesso a este tipo de cuidados médicos aos camaradas que trabalham no interior do país e que tem de percorrer grandes distancias para serem consultados.
As capelanias militares poderão ter um papel importante a desempenhar na prestação de apoio a quem enfrenta este tipo de problemas, em complemento ao apoio oferecido pelo Gabinete de Psicologia e pelo SNS.

http://rr.sapo.pt/…/estudo_sobre_suicidios_na_psp_e_gnr_pro…
https://twitter.com/vozassociativa/status/858426259860336640
http://vozassociativa.blogspot.pt/…/04/suicidios-na-gnr.html
https://www.facebook.com/groups/139892459405540/

Nelson Fernandes
Nelson Fernandess
Nelson Fernandess
Guarda Provisório
Guarda Provisório

Masculino
Idade : 48
Profissão : Militar da GNR
Nº de Mensagens : 8
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Policia suicidaram-se 99 agentes numa década

Mensagem por Guarda que anda à linha em Ter 20 Fev 2018, 13:07

http://24.sapo.pt/jornais/nacional/4085/2018-02-19#&gid=1&pid=1

Também foi mais ou menos há uma década (2005) que começaram os ataques sem precedentes às condições laborais, profissionais e remuneratórias dos policias e militares. Em que, entre outras situações entretanto agravadas, agora têm de se reformar/deixar o serviço ativo cada vez mais tarde (idades mais tardias a nível dos policias da UE, UE com que nos querem comparar sempre a nível de tudo e mais alguma coisa menos nesta matéria, condições dos policias), descontam um valor total de 3,50% do seu vencimento para o subsistema de saúde, que deveria ser gratuito, porque também já contribuem para o SNS através do seu IRS como qualquer outro cidadão desconta. Situações que, sem duvida, vem tornar cada vez mais difíceis, as condições de prestação de serviço destes profissionais, que se vão degradar cada vez mais quer a nível físico quer psicológico, porque vão ser desempenhadas cada vez mais em idades avançadas, causando cada vez mais pressão e a trabalhar cada vez mais sob pressão os profissionais destes corpos especiais do estado, atividades sem paralelo em Portugal, a nível da taxa de suicídio dos respetivos profissionais.

Entretanto, também foi na ultima década que foram injetados nos bancos falidos, milhares de milhões de euros dos nossos impostos, assim como, também foram construídos nesta ultima década centenas e centenas de Kms de autoestradas com o dinheiro dos nossos impostos, onde agora quase ninguém circula.

Sem dúvida que dá que pensar o que se passou na ultima década.
Guarda que anda à linha
Guarda que anda à linha
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 53
Profissão : Funcionário publico
Nº de Mensagens : 1419
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por martins7 em Ter 20 Fev 2018, 14:59

2005... LEMBRO MUITO BEM, MAI - Sr Costa, António Costa...
martins7
martins7
Furriel
Furriel

Masculino
Idade : 39
Profissão : gnr
Nº de Mensagens : 423
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Guarda que anda à linha em Seg 05 Mar 2018, 20:49

No programa da SIC, linha Aberta do Sr. Hernâni Carvalho, de hoje, onde este tema, dos 99 elementos policiais que suicidaram numa década foi abordado, a Srª Drª Psicóloga convidada, na primeira intervenção entrou logo como mandam as regras. Disse, mais ou menos por estas palavras e que passo a citar: "que os elementos policiais se suicidavam, desde logo, porque tinham uma arma".

É caso para perguntar à Srª Drª: Então e porque é que nas outras profissões cujos profissionais também têm arma, como por exemplo os militares das FAs, elementos da PJ, do SEF, da Guarda Prisional, juízes, procuradores, advogados etc. não se suicidam também com a mesma percentagem ou frequência com que os militares da GNR e os agentes da PSP se suicidam?

Pois é, com uma observação estúpida como esta, uma pessoa que teime em não querer relacionar as funções exercidas pelos militares da GNR e os agentes da PSP, organismos do estado onde mais profissionais são injuriados, agredidos, feridos e mortos em serviço em tempo de paz, com a elevada taxa de suicídio cometida por estes militares e policias, não diria melhor.

A propósito, já repararam que quando esta noticia surgiu, num quadradinho pequenino de um jornal, quase ninguém, excepto agora no programa do Sr. Hernâni Carvalho, falou nela?

Porque é que será que em relação a este tema, que queima, querem continuar a tentar tapar o sol com uma peneira?
Guarda que anda à linha
Guarda que anda à linha
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 53
Profissão : Funcionário publico
Nº de Mensagens : 1419
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Croco em Seg 05 Mar 2018, 20:53

VÍDEO  a partir 24:00 http://sic.sapo.pt/Programas/linha-aberta-com-hernani-carvalho
Croco
Croco
Major
Major

Masculino
Idade : 51
Profissão : Militar da GNR
Nº de Mensagens : 8118
Mensagem : "As maiores virtudes do homem são: A honestidade e a humildade"
" H.P. ; J.G. ; .F.A., ajudem aqui os camaradas a tirar dúvidas, vocês são dos melhores que conheci"
Meu alistamento :
1991 CIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por G.Pereira em Ter 06 Mar 2018, 01:09

Quais problemas?, Que suicídios? Só vem "bombeiros"... "Gips".... "multas"... Para que? se está quase tudo ardido? "Horas" a mais, dias longe da família, transferências para o pé de casa, promoções, cortes no vencimento, índices, isso não é factor  que interesse! pois infelizmente a sociedade vive de números, essa mesma sociedade também vive de protecção, protecção dada pelos referidos agentes que tem em mãos exactamente os problemas acima referidos, que tem uma vida pessoal para gerir, com todos esses problemas, que ainda juntando aos que encontram diariamente na "missão que desempenham" são "psicólogos", Advogados", "juízes" "Agentes de Autoridade" e ainda tem de ser "camaradas" e PAIS E CHEFES DE FAMÍLIA! Ora a minha formação não me deu tantos "carnudos" e depois de ter passado por tudo isso ainda tenho de ser também "matemático" de modo a explanar nos mapas mensais quer a actividade desenvolvida (multas, patrulhas, detenções) em gráficos etc.... acho que me entendem.....
G.Pereira
G.Pereira
Cabo-Chefe
Cabo-Chefe

Masculino
Idade : 52
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 227
Meu alistamento : 1989

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por toinojaquim em Ter 06 Mar 2018, 10:13

Concordo com tudo o que foi dito mas na minha opinião, estes factores não são os únicos que levam os polícias ao suicídio. Claro que o stress diário de um trabalho exigente, em que quem está nesta profissão não tem sequer mínimas condições de trabalho, leva a situações extremas. 
Mas na minha opinião, um dos principais factores que leva os polícias a atingir o limite, são situações internas:
Comandantes sem qualquer respeito pelos homens que comanda;
Beneficio dos "amigos" em prol dos bons militares;
Tratamento humilhante para apresentação de resultados (geralmente nº de multas);
etc. etc...
Não é o trabalho diário com a população que nos mata, é o trabalho interno com certas pessoas que está a levar-nos ao extremo.
toinojaquim
toinojaquim
Furriel
Furriel

Masculino
Idade : 41
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 446
Mensagem : " As massas nunca se elevam ao padrão do seu melhor membro, pelo contrário, degradam-se ao nível do pior"
Meu alistamento : 2003 Portalegre


Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Maldisposto em Ter 06 Mar 2018, 17:39

toinojaquim escreveu:Concordo com tudo o que foi dito mas na minha opinião, estes factores não são os únicos que levam os polícias ao suicídio. Claro que o stress diário de um trabalho exigente, em que quem está nesta profissão não tem sequer mínimas condições de trabalho, leva a situações extremas. 
Mas na minha opinião, um dos principais factores que leva os polícias a atingir o limite, são situações internas:
Comandantes sem qualquer respeito pelos homens que comanda;
Beneficio dos "amigos" em prol dos bons militares;
Tratamento humilhante para apresentação de resultados (geralmente nº de multas);
etc. etc...
Não é o trabalho diário com a população que nos mata, é o trabalho interno com certas pessoas que está a levar-nos ao extremo.
Concordo plenamente e acho que hoje em dia o pessoal é levado ao extremo mais por situações internas do que propriamente com o trabalho diário junto da população.
Maldisposto
Maldisposto
Furriel
Furriel

Masculino
Idade : 57
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 442
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por portalforum em Qua 07 Mar 2018, 02:53

Os comandantes de posto/adjuntos, muitas da vezes são responsáveis por levar o militar ao extremo, acabando por situações de suicídio.
Não sabemos os problemas de cada um na sua vida familiar/particular e estes senhores, dizem-se por líderes, acabam por empurrar o militar para o fundo do buraco, em vez, de "puxá-lo para cima".
Felizmente conheci grande líderes nesta instituição, mas infelizmente já conheci o contrário.
"Contra  factos não há argumentos".
portalforum
portalforum
Guarda Provisório
Guarda Provisório

Masculino
Idade : 32
Profissão : Guarda
Nº de Mensagens : 42
Meu alistamento : 2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por toinojaquim em Qua 07 Mar 2018, 11:57

portalforum escreveu:Os comandantes de posto/adjuntos, muitas da vezes são responsáveis por levar o militar ao extremo, acabando por situações de suicídio.
Não sabemos os problemas de cada um na sua vida familiar/particular e estes senhores, dizem-se por líderes, acabam por empurrar o militar para o fundo do buraco, em vez, de "puxá-lo para cima".
Felizmente conheci grande líderes nesta instituição, mas infelizmente já conheci o contrário.
"Contra  factos não há argumentos".
É verdade. Muitas das vezes são os responsáveis por situações extremas
toinojaquim
toinojaquim
Furriel
Furriel

Masculino
Idade : 41
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 446
Mensagem : " As massas nunca se elevam ao padrão do seu melhor membro, pelo contrário, degradam-se ao nível do pior"
Meu alistamento : 2003 Portalegre


Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Guarda que anda à linha em Dom 01 Abr 2018, 11:46

http://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/policia-morre-com-arma-de-servico?ref=HP_DestaqueLateral
Guarda que anda à linha
Guarda que anda à linha
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 53
Profissão : Funcionário publico
Nº de Mensagens : 1419
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por DNGTeixeira em Dom 01 Abr 2018, 14:29

Paz à sua alma.  militar
DNGTeixeira
DNGTeixeira
Guarda-Principal
Guarda-Principal

Masculino
Idade : 32
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 98
Meu alistamento : 1º Turno de 2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Guarda que anda à linha em Dom 15 Abr 2018, 17:24

https://www.noticiasaominuto.com/pais/993093/policia-suicida-se-com-arma-de-servico-vai-ser-pedida-uma-investigacao
Guarda que anda à linha
Guarda que anda à linha
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 53
Profissão : Funcionário publico
Nº de Mensagens : 1419
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Suicídio nas polícias é duas vezes superior à população em geral

Mensagem por Guarda que anda à linha em Sab 30 Jun 2018, 12:07

https://www.dn.pt/portugal/interior/suicidio-nas-policias-e-duas-vezes-superior-a-populacao-em-geral-9528658.html

"tendo 137 polícias colocado termo à vida entre 2000 e 2017, o que dá uma média de 16,9 casos por 100 mil habitantes"

Porque é que será, será por terem arma e acesso a armas?

Mas isso também o pessoal do SEF, da PJ, da ASAE, da Guarda Prisional, da Guarda Florestal, dos militares das FAs, os juízes, procuradores, advogados, etc. etc. etc. têm, e não consta que entre estes profissionais a taxa de suicídio seja tão elevada como a dos militares da GNR e agentes da PSP.

"Já nos 18 anos referidos nas estatísticas que analisou, morreram 27 polícias e militares em serviço (18 na GNR e 9 na PSP). Ou seja, morrem, em média, 13 anos mais cedo que a população em geral."

E falando agora no caso particular da GNR, quando todos estes factos que muitos (políticos, decisores, governantes e alguns comandantes) teimam em esconder e não reconhecer, o que é que em 2017 para ajudar à festa fizeram para a GNR? Pois é. À categoria profissional de Guardas/Praças, deram-lhes simplesmente o pior estatuto profissional de sempre, com um sistema de promoções pior que o do estatuto anterior, em que a maior parte dos militares provavelmente não vai passar de G.P. Um estatuto que os vai obrigar a trabalhar mais anos e a reformarem-se cada vez mais tarde, mais desgastados física e psicologicamente nos últimos anos da carreira, que vai levar a um elevado absentismo e, por força disso, a cortes nos vencimentos por força dos cortes dos suplementos, o que irá provocar no futuro direito a reformas de miséria, calculadas com base em vencimentos baixos, colocando muitos depois, nesta fase mais critica da vida, à beira da indigência e na miséria. O que, quem sabe, não irá contribuir e colocar a taxa de suicídio noutra fase mais avançada da vida, ao contrário da actual.
Guarda que anda à linha
Guarda que anda à linha
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 53
Profissão : Funcionário publico
Nº de Mensagens : 1419
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Maldisposto em Sab 30 Jun 2018, 14:31

O camarada acha que alguém se preocupa com as forças policiais?!
Somos representantes do estado apenas para cumprir, direitos ZERO.
Maldisposto
Maldisposto
Furriel
Furriel

Masculino
Idade : 57
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 442
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Pato em Sab 30 Jun 2018, 17:16

Se encontrarem um oficial/sargento que tenha suicidado, avisem!!! a pressão do trabalho é tanta que mais vale ficar por cá a aguentar!! ou outros é que são fracos e partem para o suicídio!!! a guarda é feita de injustiças e para existir injusticas alguém tira partido disso..
Pato
Pato
2º Sargento
2º Sargento

Masculino
Idade : 37
Profissão : Militar da ex-GNR/BT(extinta)... de luto.. faz tu!!!
Nº de Mensagens : 857
Mensagem : \"Ranger\" vontade e valor... - Lamego \"Os furões\"


Meu alistamento : 2030- EPG/GIA, - AIP - Curso de Trânsito.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Hugo em Sab 30 Jun 2018, 18:37

Pato escreveu:Se encontrarem um oficial/sargento que tenha suicidado, avisem!!! a pressão do trabalho é tanta que mais vale ficar por cá a aguentar!! ou outros é que são fracos e partem para o suicídio!!! a guarda é feita de injustiças e para existir injusticas alguém tira partido disso..
Conheço pelo menos 2.
1 CTer Porto e outro CTer Faro. E mais uma tentativa na capital. Só dos que conheço.
Hugo
Hugo
Furriel
Furriel

Masculino
Idade : 42
Profissão : Militar GNR
Nº de Mensagens : 403
Meu alistamento : 2000

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Overlord em Sab 30 Jun 2018, 21:02

Pato escreveu:Se encontrarem um oficial/sargento que tenha suicidado, avisem!!! a pressão do trabalho é tanta que mais vale ficar por cá a aguentar!! ou outros é que são fracos e partem para o suicídio!!! a guarda é feita de injustiças e para existir injusticas alguém tira partido disso..

O Cmdt da escola da guarda  em Portalegre há uns atrás suicidou-se
Overlord
Overlord
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 89
Profissão : GUarda de infantaria
Nº de Mensagens : 1133

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por msm em Sab 30 Jun 2018, 23:15

Overlord escreveu:
Pato escreveu:Se encontrarem um oficial/sargento que tenha suicidado, avisem!!! a pressão do trabalho é tanta que mais vale ficar por cá a aguentar!! ou outros é que são fracos e partem para o suicídio!!! a guarda é feita de injustiças e para existir injusticas alguém tira partido disso..

O Cmdt da escola da guarda  em Portalegre há uns atrás suicidou
Recordo-me do suicidio de um jovem subcomissário da divisão de transito de Lisboa, que por sinal era filho de um agente.
Tambem me lembro dum caso dum comissário que morreu num acidente muito estranho... e que quem o conhecia nao estranhou nada.
msm
msm
Sargento-Ajudante
Sargento-Ajudante

Masculino
Idade : 49
Profissão : PSP
Nº de Mensagens : 1589
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Guarda que anda à linha em Dom 01 Jul 2018, 01:53

Agente da PSP de Investigação Criminal da esquadra de Sintra encontrado morto

https://sol.sapo.pt/artigo/617545/agente-da-psp-de-investigacao-criminal-da-esquadra-de-sintra-encontrado-morto
Guarda que anda à linha
Guarda que anda à linha
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 53
Profissão : Funcionário publico
Nº de Mensagens : 1419
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Croco em Dom 01 Jul 2018, 16:08

[size=36][size=50]Suicídio nas polícias é quase duas vezes superior à população em geral[/size][/size]
30.06.2018 09:13 por A.R.M.1623

Na Polícia de Segurança Pública (PSP) e Guarda Nacional Republicana (GNR), a taxa de suicídios é quase o dobro do que na população em geral. 

De acordo com o números apresentados no livro "Os polícias não choram", da autoria de Miguel Rodrigues, citados pelo Diário de Notícias, 137 agentes acabaram com a sua própria vida entre 2000 e 2017, o que dá uma média de 16,9 casos por 100 mil habitantes. Ora, entre 2000 e 2016, a taxa de suicídios foi de 9,7 por 100 mil habitantes na população em geral.

O presidente da Associação Sindical dos Profissionais da Polícia, Paulo Rodrigues, não ficou surpreendido com os resultados publicados, tendo em conta que estes números constam em documentos públicos. "Nos últimos anos temos sentido que é verdade. Aliás, se olharmos para a faixa etária dos 20/21 anos até aos 55, altura em que poderão estar reunidas as condições para a pré-aposentação, e se compararmos com a população em geral vamos encontrar essa situação", reconheceu ao DN.

O líder sindical frisa que "ser polícia acelera essa questão". "Acho que a PSP devia fazer mais. É uma instituição fria, onde os recursos humanos tratam os polícias como números e raras vezes há a sensibilidade para olhar para a situação de cada um. Temos casos de polícias que pediram para ir para ao pé da família por causa de operações ou doenças e que só receberam a resposta quando a situação já estava resolvida", lamenta.

"Os polícias não choram" é da autoria de Miguel Rodrigues, doutorado em Educação e chefe na PSP. O livro mostra ainda que polícias morrem, em média, 13 anos mais cedo que a população em geral. Nos 18 anos referidos nas estatísticas que analisou, morreram 27 polícias e militares em serviço (18 na GNR e 9 na PSP). 

Além disso, de 2000 a 2016 foram instaurados 18 mil processos disciplinares - 12 699 e 5924, respectivamente. 76% foram arquivados na PSP, enquanto na GNR o número é de 63%.  

De acordo com a análise de Miguel Rodrigues, o suicídio nesta profissão tem vários factores externos: problemas económicos, sentimentais, familiares e o consumo de álcool. Também contribuem condições de trabalho, pressão e apoio psicológico insuficiente.

https://www.sabado.pt/portugal/detalhe/suicidio-nas-policias-e-quase-duas-vezes-superior-a-populacao-em-geral
Croco
Croco
Major
Major

Masculino
Idade : 51
Profissão : Militar da GNR
Nº de Mensagens : 8118
Mensagem : "As maiores virtudes do homem são: A honestidade e a humildade"
" H.P. ; J.G. ; .F.A., ajudem aqui os camaradas a tirar dúvidas, vocês são dos melhores que conheci"
Meu alistamento :
1991 CIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Guarda que anda à linha em Seg 02 Jul 2018, 00:41

Meus Senhores, no meio disto tudo e no meio destes números trágicos todos, acho que o nosso azar é sermos policias e militares num país que não reconhece a nossa condição, o nosso esforço e o nosso sacrifício em prol da grei e, como tal, não nos merece.

Há países, em que os heróis são os que defendem, socorrem, protegem, cuidam, zelam, e tratam os seus concidadãos. Sinceramente, acham que é isso que se passa no nosso?

Acham que cá, os que nos defendem, socorrem, protegem, cuidam, zelam, e tratam são heróis como noutros países são? Ou será que são os cães, os pau para toda a obra, os pesos mortos e os mal necessários da sociedade que só servem para gastar o dinheiro dos nossos impostos?

Cada vez me convenço mais que nós, os militares e policias, somos os descartáveis da sociedade e, como tal, só existimos porque sim.

Cá, heróis a sério, são determinados personagens do nosso futebol, aclamados por tudo e mais alguma coisa e por todos e mais alguns, desde o mais humilde cidadão até aos dos mais altos cargos da nação.

Se têm duvidas, reparem no folclore pacóvio, histérico e bacoco que todos os dias é feito na comunicação social em redor de alguns destes "heróis", ao ponto de um dia destes ser capa de um jornal, que determinado treinador que se encontrava de férias, naquele dia, ir comprar peixe para o almoço.
Guarda que anda à linha
Guarda que anda à linha
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 53
Profissão : Funcionário publico
Nº de Mensagens : 1419
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Guarda que anda à linha em Sex 02 Nov 2018, 13:08

Agente da PSP suicida-se com a arma de serviço em esquadra nos Açores


https://www.jn.pt/justica/interior/agente-da-psp-suicida-se-com-a-arma-de-servico-em-esquadra-nos-acores-10120904.html
Guarda que anda à linha
Guarda que anda à linha
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 53
Profissão : Funcionário publico
Nº de Mensagens : 1419
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por martins7 em Dom 04 Nov 2018, 16:27

A questão fundamental é: qual é o nosso papel social atendendo a forma como somos tratados pelo poder político, atendendo o vencimento, atendendo a opinião pública e os meios que nos dão para trabalhar?

A minha resposta é simples: urgências é para os doutores, resolução de problemas é para estudados, detenções só em último recurso e sem violência, uniforme e botas engraxadas, perigo só para quem recebe suplemento de risco, bom dia, boa tarde e boa noite (sempre), comer e beber, manter o corpo e mente sã. 
Mais uma ou duas coisas que escapam ao momento. 
Esta é a lei que devemos cumprir e é a lei que os políticos e a justiça querem que se cumpra.
martins7
martins7
Furriel
Furriel

Masculino
Idade : 39
Profissão : gnr
Nº de Mensagens : 423
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por altf4 em Dom 04 Nov 2018, 23:43

Na vossa opinião os suicídios nas forças de segurança devem-se a situações criadas no seio da instituição ou serão problemas pessoais e que pelos elementos das FS terem um acesso "facilitado a um meio de suicido fácil", como é a arma de serviço usam-na?
altf4
altf4
Moderador
Moderador

Masculino
Idade : 46
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 589
Mensagem : Quando você morre, você não sabe que está morto. Quem sofre são os outros.
É a mesma coisa quando você é idiota.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Guarda que anda à linha em Seg 05 Nov 2018, 00:20

altf4 escreveu:Na vossa opinião os suicídios nas forças de segurança devem-se a situações criadas no seio da instituição ou serão problemas pessoais e que pelos elementos das FS terem um acesso "facilitado a um meio de suicido fácil", como é a arma de serviço usam-na?

"e que pelos elementos das FS terem um acesso "facilitado a um meio de suicido fácil", como é a arma de serviço usam-na?"


Será? E a que elementos e forças de segurança é que nos estamos a referir?

Então e os militares das Forças Armadas, os elementos da PJ, do SEF da ASAE, da Guarda Florestal, da Guarda Prisional, da Policia Marítima, os juízes, os procuradores, etc. etc. não têm também uma arma de serviço ou outra (particular), e também a usam como meio de suicídio fácil, como se pretende dar a entender que os militares da GNR e agentes da PSP usam? Destas instituições/profissionais que referi, e que também tem/usam arma de serviço, assim como particular, quantos é que se suicidaram nos últimos anos?

E da GNR/PSP, quantos? E o que é que isto tem a ver com o meio de suicídio fácil/arma de serviço?

Meu caro, uma coisa não tem nada a ver com a outra, arma de serviço VS meio de suicídio fácil. E não é por acaso que a maior parte dos suicídios ocorrem nestas duas instituições, GNR/PSP, e particularmente nas categorias mais "baixas" Guardas e agentes. Porque é que será?

Para cometer suicídio não é necessário o meio "fácil" como a arma de serviço. Há tempos atrás suicidou-se um camarada que prestava serviço no mesmo local onde eu presto, e não foi necessária arma de serviço nenhuma. A primeira vez tentou com comprimidos, não o conseguindo, à segunda bastaram uns centímetros de corda.
Guarda que anda à linha
Guarda que anda à linha
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 53
Profissão : Funcionário publico
Nº de Mensagens : 1419
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por altf4 em Seg 05 Nov 2018, 07:43

Guarda que anda à linha escreveu:
altf4 escreveu:Na vossa opinião os suicídios nas forças de segurança devem-se a situações criadas no seio da instituição ou serão problemas pessoais e que pelos elementos das FS terem um acesso "facilitado a um meio de suicido fácil", como é a arma de serviço usam-na?

"e que pelos elementos das FS terem um acesso "facilitado a um meio de suicido fácil", como é a arma de serviço usam-na?"

Será? E a que elementos e forças de segurança é que nos estamos a referir?
Então e os militares das Forças Armadas, os elementos da PJ, do SEF da ASAE, da Guarda Florestal, da Guarda Prisional, da Policia Marítima, os juízes, os procuradores, etc. etc. não têm também uma arma de serviço ou outra (particular), e também a usam como meio de suicídio fácil, como se pretende dar a entender que os militares da GNR e agentes da PSP usam? Destas instituições/profissionais que referi, e que também tem/usam arma de serviço, assim como particular, quantos é que se suicidaram nos últimos anos?
E da GNR/PSP, quantos? E o que é que isto tem a ver com o meio de suicídio fácil/arma de serviço?
Meu caro, uma coisa não tem nada a ver com a outra, arma de serviço VS meio de suicídio fácil. E não é por acaso que a maior parte dos suicídios ocorrem nestas duas instituições, GNR/PSP, e particularmente nas categorias mais "baixas" Guardas e agentes. Porque é que será?
Para cometer suicídio não é necessário o meio "fácil" como a arma de serviço. Há tempos atrás suicidou-se um camarada que prestava serviço no mesmo local onde eu presto, e não foi necessária arma de serviço nenhuma. A primeira vez tentou com comprimidos, não o conseguindo, à segunda bastaram uns centímetros de corda.

Camarada o facto de ter colocados as questões não quer dizer que esteja a concordar com um ou outro ponto de vista. O facto de eu ter perguntado é só para criar uma discusão saudavel sobre o tema, pois é um assunto que merece uma reflexão muito séria.
altf4
altf4
Moderador
Moderador

Masculino
Idade : 46
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 589
Mensagem : Quando você morre, você não sabe que está morto. Quem sofre são os outros.
É a mesma coisa quando você é idiota.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por MiguelBarrancos em Seg 05 Nov 2018, 17:35

Falando por mim, estou agora de atendimento 16/24, sozinho que nem um cão, como muita gente está a esta hora em situação semelhante a mim... (Na GNR ou noutros empregos). Mas a GNR após 15 anos, tem algo de inexplicavelmente deprimente. 
Felizmente isto das duas folgas veio a melhorar a coisa.
MiguelBarrancos
MiguelBarrancos
2º Sargento
2º Sargento

Masculino
Idade : 38
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 851
Mensagem : camaradagem era a solução para metade dos nossos problemas...
Meu alistamento : 2003

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Pinto da Costa em Sex 21 Dez 2018, 14:56

palmas palmas mt bem Muito descrito,  palmas
Croco escreveu:GRITO DE RAIVA DO GUARDA E DO AGENTE

É preciso eu perder a vida?

É preciso perder amigos/camaradas/colegas?

É preciso eu ficar incapacitado, e ver o causador dessa incapacidade, sair impune do tribunal?

É preciso eu ter de, literalmente, me passar para o lado criminoso, e resolver certos

problemas da sociedade, pelas minhas próprias mãos?

É preciso eu recorrer a métodos anti-convencionais, para que o criminoso admita o crime que cometeu?

É preciso???

É preciso eu tirar a minha própria vida?

É preciso eu tirar a vida a alguém que não tem culpa do meu estado emocional e psicológico?

É preciso eu entrar de rompante na Assembleia e gritar em plenos pulmões "ISTO ESTÁ ERRADO!!! NÃO É ASSIM QUE SE TRATA QUEM VOS PROTEGE? QUEM DÁ A VIDA POR VOCÊS, QUEM FAZ COM QUE SEJA SEGURO ANDAR NA RUA, E QUE SE MAGOA, QUE CHORA, QUE SE IRRITA, QUE PERDE DIAS DA VIDA PESSOAL, QUE DETERIORA A SAÚDE, SÓ PARA QUE VOCÊS POSSAM DEITAR A CABEÇA DESCANSADOS DA VOSSA VIDINHA E NO ENTANTO NÃO CONSEGUIR, EU, DORMIR DESSA FORMA QUE BEM MEREÇO?"

É preciso os números dos suicídios aumentarem para o dobro, para vocês se lembrarem de um grupo fictício de apoio via telefone???

Porra pá... o que eu preciso é de apoio na rua, apoio nos tribunais, apoio na saúde, apoio na família, O QUE PRECISO É DE APOIO.

Preciso de uma arma nova é verdade... a minha já é velhinha...

Mas também preciso de um carro-patrulha que não nos deixe na mão e tenhamos de o empurrar porque não pega.

Preciso de um computador para trabalhar como deve ser.

Preciso de reconhecimento pelo meu trabalho, nem que seja um simples "Bom trabalho camarada! Bom trabalho Colega"

É ISSO QUE EU PRECISO...

Não preciso de um panfleto com um número de telefone...

Preciso de um Gabinete de Apoio Psicológico, que previna e não que remedeie...

Não precisava nem lutava por um Sindicato se vocês, Governantes e Comandantes, vissem que nós é que vos protegemos...

Esses rapazes de fato e gravata que vos acompanham... São dos nossos. Ou já se esqueceram???

Aqueles que parecem pombos e corvos nos altos dos prédios quando vocês têm as vossas reuniões... São dos

nossos... ou também já se esqueceram???

Aqueles que param o trânsito, aqueles que vos prestam homenagem para VOCÊS ficarem bem-vistos perante os

vossos congéneres estrangeiros. Aqueles que se for preciso dão a vida por vocês, pelos cidadãos... SÃO DOS NOSSOS!!!

Somos elementos das Forças de Segurança... somos homens...mulheres, velhos, novos, experientes, inexperientes, mas sofremos todos do mesmo mal...

TEMOS UM GRANDE CORAÇÃO... E TEMOS A NOSSA PALAVRA DE HONRA.

Cumprimos ao máximo as nossas divisas das vossas Instituições... PELA LEI E

PELA GREI - PELA ORDEM E PELA PÁTRIA.

Falo por mim... e pelos meus camaradas e colegas...

in “Fórum PSP”

http://spp-psp.pt/files/Policia20.pdf
Pinto da Costa
Pinto da Costa
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 51
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 1266
Meu alistamento : 1991 Guarda Fiscal


Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por logit em Seg 24 Dez 2018, 23:28

Pato escreveu:Se encontrarem um oficial/sargento que tenha suicidado, avisem!!! a pressão do trabalho é tanta que mais vale ficar por cá a aguentar!! ou outros é que são fracos e partem para o suicídio!!! a guarda é feita de injustiças e para existir injusticas alguém tira partido disso..
Ohh... Camarada... Camarada... Calado fazia melhores figuras. Deve sofrer de alguma sindrome que o faz ficar "cego" à realidade que o rodeia. Camaradem não okha a patentes... Há bons... Menos bons, em todas as patentes que nos representam. Mas quem as constitui são homens e mulheres. Esse seu comentário, representa em demasia a sua forma de pensar. Baixa e sem sentido.
logit
logit
Cabo-Mor
Cabo-Mor

Masculino
Idade : 37
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 371
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por msm em Ter 25 Dez 2018, 19:31

Sim, na PSP, conheço casos de oficiais e chefes que abreviaram caminho por aí.
msm
msm
Sargento-Ajudante
Sargento-Ajudante

Masculino
Idade : 49
Profissão : PSP
Nº de Mensagens : 1589
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Pinto da Costa em Qua 26 Dez 2018, 20:26

militar
Pinto da Costa
Pinto da Costa
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 51
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 1266
Meu alistamento : 1991 Guarda Fiscal


Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Guarda que anda à linha em Dom 30 Jun 2019, 16:57

https://www.dnoticias.pt/casos-do-dia/policia-baleado-em-esquadra-na-madeira-AN4942165#
Guarda que anda à linha
Guarda que anda à linha
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 53
Profissão : Funcionário publico
Nº de Mensagens : 1419
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Carlos S. em Dom 30 Jun 2019, 20:33

Penso que já são 2 PSP nos últimos dias...
Carlos S.
Carlos S.
Cabo-Mor
Cabo-Mor

Masculino
Idade : 30
Profissão : Militar da GNR
Nº de Mensagens : 321
Meu alistamento : CFP 2012


Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Pinto da Costa em Dom 30 Jun 2019, 21:55

A \'\'Auto-removido\'\' da vida enfrenta com muito filho da p...., por vezes é este desfecho, enfim triste vida...
 :Triste a chorar:
Pinto da Costa
Pinto da Costa
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 51
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 1266
Meu alistamento : 1991 Guarda Fiscal


Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Guarda que anda à linha em Dom 30 Jun 2019, 22:28

Carlos S. escreveu:Penso que já são 2 PSP nos últimos dias...

Sim é verdade. Mas a (nova) ordem agora é tentar esconder isto o mais possível para dar a imagem para a opinião publica e para o publico em geral, de que a vida nas forças de segurança e ser profissional nas forças de segurança em Portugal é um mar de rosas.
Guarda que anda à linha
Guarda que anda à linha
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 53
Profissão : Funcionário publico
Nº de Mensagens : 1419
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por sineense em Qui 04 Jul 2019, 19:08

Óbito

[size=49]Militar da GNR suicida-se com arma de serviço no posto em Coimbra[/size]
Um militar do Destacamento de Trânsito da GNR de Coimbra suicidou-se, esta quinta-feira à tarde, durante o serviço. O homem, de 44 anos, disparou a arma de serviço contra o peito.
sineense
sineense
Cabo-Chefe
Cabo-Chefe

Masculino
Idade : 50
Profissão : gnr
Nº de Mensagens : 258
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Guarda que anda à linha em Qui 04 Jul 2019, 19:38

Meus Senhores, algo vai mal, muito mal nestas instituições. E há quem não queira reconhecer que algo vai mal.
De seguida lá vem os profetas do costume dizer que os suicídios dos militares da GNR e dos agentes da PSP não têm nada a ver com as instituições, com o serviço que prestam e com as condições com que o prestam, mas sim com problemas pessoais. E que o elevado número de suicídios particularmente nestas duas instituições, ocorrem porque estes militares e agentes têm arma/usam arma de serviço e daí a grande facilidade e frequência destes elevados números de suicídios.
A estes profetas do costume pergunto: Então e os militares das FAs, os elementos da PJ, da Policia Marítima, do SEF, da Guarda Prisional, os magistrados do MP, os Juízes, etc etc. não têm também acesso fácil a arma, uns por motivo de serviço e outros por mais facilidade na atribuição de licença de uso e porte, e estas pessoas/profissionais, não têm também problemas pessoais?
E qual é que é a percentagem de suicídios nestas profissões comparativamente com a dos militares da GNR e com os agentes da PSP?
Quantos elementos destas profissões que também usam arma e têm acesso fácil a armas é que se suicidaram por exemplo nos últimos 20 anos?
E quantos militares da GNR e agentes da PSP é que se suicidaram por exemplo nos últimos 20 anos?
Guarda que anda à linha
Guarda que anda à linha
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 53
Profissão : Funcionário publico
Nº de Mensagens : 1419
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Guarda que anda à linha em Ter 16 Jul 2019, 13:53

Oficial da PSP encontrado em esquadra de Braga com tiro na cabeça

https://sol.sapo.pt/artigo/665181/oficial-da-psp-encontrado-em-esquadra-de-braga-com-tiro-na-cabeca
Guarda que anda à linha
Guarda que anda à linha
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 53
Profissão : Funcionário publico
Nº de Mensagens : 1419
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Pinto da Costa em Ter 16 Jul 2019, 22:03

 :Triste a chorar: militar
Pinto da Costa
Pinto da Costa
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 51
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 1266
Meu alistamento : 1991 Guarda Fiscal


Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por msm em Qua 17 Jul 2019, 01:03

Chiça, a viagem do comando de Braga para o hospital nao deve ter sido nada facil para o condutor da ambulância do INEM que i socorreu. Era o seu próprio filho. Dramático.
msm
msm
Sargento-Ajudante
Sargento-Ajudante

Masculino
Idade : 49
Profissão : PSP
Nº de Mensagens : 1589
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por NIC em Qui 18 Jul 2019, 14:00

VAMOS ESTAR PRESENTES AMANHÃ PELAS 19H00 JUNTO DO HOSPITAL DE BRAGA EM SINAL DE APOIO POR ESTE CAMARADA!!
NIC
NIC
2º Sargento
2º Sargento

Masculino
Idade : 52
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 798
Meu alistamento : 1990

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo