Funcionários públicos que vão trabalhar para o Interior serão compensados

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Em Curso Funcionários públicos que vão trabalhar para o Interior serão compensados

Mensagem por dragao em Seg 20 Jul 2020, 22:47

Há várias compensações para os trabalhadores do Estado que decidam ir para o Interior do país, de acordo com uma portaria publicada, esta sexta-feira, em Diário da República.

Os funcionários públicos que decidam ir trabalhar para o Interior vão ser compensados, de acordo com uma portaria publicada esta sexta-feira em Diário da República. A garantia da transferência da matrícula dos filhos, mais férias e um apoio financeiro ainda a definir são algumas das vantagens.

"No quadro da valorização do interior, é essencial reforçar os incentivos à mobilidade geográfica no mercado de trabalho e adotar políticas ativas de repovoamento do interior. A Administração Pública desempenha, neste âmbito, um papel fundamental, sendo indispensável criar mecanismos de facilitação e promoção da mobilidade de trabalhadores em funções públicas para o interior", pode ler-se no diploma.

Assim, o Governo já definiu quais os apoios que vai atribuir. Eis alguns deles:

Compensação financeira de valor ainda a definir - "Aos trabalhadores abrangidos pelo presente decreto-lei é atribuída uma compensação pecuniária de caráter temporário, a fixar por portaria dos membros do Governo responsáveis pelas áreas das finanças e da Administração Pública, sempre que deslocados da área geográfica não abrangida pela Portaria n.º 208/2017, de 13 de julho, para os territórios do interior identificados no anexo àquela portaria, salvo quando haja lugar ao pagamento de ajudas de custo, nos termos da legislação aplicável."

Garantia da transferência da matrícula dos filhos -  "A garantia de transferência escolar dos filhos de qualquer dos cônjuges ou de pessoa com quem viva em união de facto, nos termos regulamentarmente previstos."

Dispensa até 5 dias úteis antes ou depois do início de funções - "O direito a dispensa de serviço, até cinco dias úteis, no período imediatamente anterior ou posterior ao início de funções no posto de trabalho, que é considerada, para todos os efeitos legais, como prestação efetiva de serviço."

Mais dois dias de férias - "O aumento da duração do período de férias, em dois dias, durante o período de exercício de funções ao abrigo das figuras previstas no artigo 2.º, vencendo-se o respetivo direito nos termos legalmente previstos."

Apoio às famílias jovens com filhos - "O apoio específico dirigido às jovens famílias com filhos, sendo considerada como condição de acesso a esse apoio serem beneficiários de abono de família ou de subsídio de parentalidade, em termos a definir por portaria dos membros do Governo responsáveis pelas áreas das finanças, da Administração Pública e do trabalho, solidariedade e segurança social."

Podem ser criados 'centros de teletrabalho'

O mesmo diploma prevê que possam ser criados "espaços partilhados de trabalho, designados de 'centros de teletrabalho'", sendo que podem nascer "através de celebração de protocolo entre entidades públicas, mediante autorização dos membros do Governo responsáveis pela área das finanças, pela área da Administração Pública e pela respetiva área setorial".

in Noticias ao Minuto | 17-07-2020 | LUSA



Consulte o diploma em causa aqui:
Decreto-Lei n.º 40/2020, de 17 de julho
dragao
dragao
Cmdt Interino
Cmdt Interino

Masculino
Idade : 51
Profissão : gnr
Nº de Mensagens : 21367
Mensagem : Ler as Regras ajuda a compreender o funcionamento do fórum!
Meu alistamento : Já viste este novo campo no teu perfil?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Funcionários públicos que vão trabalhar para o Interior serão compensados

Mensagem por Guarda que anda à linha em Seg 20 Jul 2020, 23:23

Interior perde sete mil serviços e quase 200 mil pessoas
https://www.noticiasaominuto.com/economia/232188/interior-perde-sete-mil-servicos-e-quase-200-mil-pessoas
Há uns anos atrás espantaram, escorraçaram e expulsaram de lá (do interior) milhares de pessoas através do encerramento de escolas, centros de saúde, estações dos correio, tribunais, bancos, finanças etc. etc. etc. retirando a esta gente a possibilidade de permanecerem nas suas terras devido à falta de empregos e serviços, o que levou à desertificação do país que conhecemos hoje. Agora, dão-lhes incentivos para que voltem.
Quem é que consegue compreender esta gente?
Guarda que anda à linha
Guarda que anda à linha
Sargento-Ajudante
Sargento-Ajudante

Masculino
Idade : 54
Profissão : Funcionário publico
Nº de Mensagens : 1527
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Funcionários públicos que vão trabalhar para o Interior serão compensados

Mensagem por Estranho em Ter 21 Jul 2020, 19:33

mas para esta situação particular, os gnr já não são funcionários públicos...
Estranho
Estranho
2º Sargento
2º Sargento

Masculino
Idade : 39
Profissão : Militar GNR
Nº de Mensagens : 733
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Funcionários públicos que vão trabalhar para o Interior serão compensados

Mensagem por Guarda que anda à linha em Ter 21 Jul 2020, 23:01

Por falar em GNRs e desertificação do interior, em tempos até a GNR tinha um papel fulcral e impulsionador contra a desertificação do interior.
Que belos tempos em que após os alistamentos, dezenas de jovens militares da GNR rumavam ao interior do país, povoando-o através da sua colocação nas aldeias, vilas e cidades desse interior agora esquecido e abandonado por culpa dos desgovernates que têm condenado esse interior quase à extinção através das suas politicas desastrosas e vergonhosas.
Que belos tempos (década de 80 do século passado) em que, aquando da minha colocação nesse belo e cheiroso Alentejo profundo, em terras onde as abetardas prosperam, no dia em que me apresentei no Posto Territorial da vila juntamente com mais alguns camaradas quando, juntamente com um dos soldados mais velhos do Posto caminhávamos pelas ruas da dita vila em direção ao restaurante onde ele nos levou a almoçar, e alguns conhecidos dele com quem nos cruzamos lhe perguntavam: então Sr. Guerreiro, esses Senhores é que são os Guardas novos que vão ser colocados no Posto? E ele, simpática e orgulhosamente entre sorrisos cúmplices respondia: são sim senhor! Depois, à mesa do restaurante dizia-nos: sabem porque é que aqueles senhores me estavam a perguntar se vocês é que são os Guardas novos que vão ser colocados no Posto? Porque alguns têm filhas em idades casadoiras.
Trinta e tal anos depois, nesses locais onde vivi, entre outros que na altura conheci, olho ao meu redor e só vejo tristeza, mágoa, abandono, velhice, e degradação.
Obrigado Senhores desgovernantes deste país que podia ser belo, pelo desastre para onde o estão a levar.
Guarda que anda à linha
Guarda que anda à linha
Sargento-Ajudante
Sargento-Ajudante

Masculino
Idade : 54
Profissão : Funcionário publico
Nº de Mensagens : 1527
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Funcionários públicos que vão trabalhar para o Interior serão compensados

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo